Futebol Corinthians vive expectativa por reforços na última semana da janela

Corinthians vive expectativa por reforços na última semana da janela

Roger Guedes e Willian são os alvos da vez da diretoria corintiana, embora um tenha situação bem diferente da do outro. Prazo para negócios saírem é dia 30 de agosto

Lance
Lance

Lance

Lance

O torcedor do Corinthians está muito empolgado. Além das chegadas recentes de Giuliano e Renato Augusto, e da boa fase no Campeonato Brasileiro, a possibilidade de contar com Roger Guedes e Willian nessa mesma tacada é mais um ingrediente para potencializar o ânimo da Fiel. A definição de tudo isso virá em breve, pois neste domingo a janela internacional será fechada.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja como ficaria o valor de mercado do Timão com os possíveis reforços

Embora esses dois jogadores sejam colocados em uma mesma prateleira de desejos do Timão, é necessário explicar que eles vivem situações bem diferentes no mercado, o que faz com que as chances de jogarem no Brasil também tenham percentuais bem distantes, mas ambas têm prazo.

No caso de Roger Guedes, ele está muito próximo de ser jogador do Corinthians. Depois de conseguir a rescisão contratual com o Shandong Luneng, da China, o atacante pode assinar com qualquer outro clube, mas já tinha acordo verbal com os dirigentes corintianos para vestir o manto alvinegro e deve colocar no papel os termos burocráticos nos próximos dias.

Para que a contratação seja concretizada, ela precisa ser oficializada até o próximo domingo, dia 30 de agosto, quando a janela de transferências internacionais fecha no Brasil. Ainda que mantenha a cautela, a diretoria do Timão está otimista que o prazo não vai ser um problema no negócio.

Já a situação de Willian é muito mais complexa, primeiramente pelo fato de o meia ainda ter mais dois anos de vínculo com o Arsenal, o que exigiria uma negociação entre os clubes. Há também a possibilidade de rescindir o contrato com o clube inglês, mas ainda esbarraria no salário, totalmente fora da realidade financeira corintiana, quase quatro vezes o teto adotado.

Embora não seja descartado um empréstimo do Arsenal pagando parte do salário, ou uma redução dos vencimentos por parte do atleta, existe a vontade de Willian, que neste momento parece pender para uma permanência no futebol europeu. Aos 33 anos, ele tem mercado por lá e conta com o desejo da família em seguir morando fora do Brasil. Seu pai, corintiano fanático, gostaria de vê-lo de volta ao Parque São Jorge, mas entende o lado profissional.

Mas a verdade é que tanto ele quanto o Arsenal correm contra o tempo para uma definição, pois as principais janelas europeias fecham no dia 31 de agosto. O clube precisa abrir espaço na folha e reforçar o time até lá, e o meia precisa encontrar uma proposta interessante dos grandes centros nesse período. Se as coisas não fluírem conforme o esperado, o Corinthians pode ver suas chances aumentarem, no entanto a expectativa é de permanência no Velho Continente.

Enquanto isso, resta ao torcedor aguardar os próximos capítulos dessas novelas. Uma delas, a de Roger Guedes, está próxima do final feliz. A de Willian, porém, tem roteiro bastante indefinido e é bom se preparar para um desfecho não tão bom para o Corinthians. Agosto está terminando e a espera também.

Últimas