Futebol Corinthians se recusa a fazer testes da covid e alfineta rival Palmeiras

Corinthians se recusa a fazer testes da covid e alfineta rival Palmeiras

Clube afirmou em reunião com a FPF que está concentrado desde a volta do futebol em São Paulo e por isso não precisa realizar novos testes para doença

Lance
Jogadores do Corinthians já passaram por alguns testes da covid

Jogadores do Corinthians já passaram por alguns testes da covid

Lance

Em reunião com o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, e o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, nesta segunda-feira (3), Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, afirmou que o clube não irá realizar novos testes de coronavírus nos atletas antes dos jogos das finais do Paulistão.

O Timão alega que os atletas estão concentrados no CT Joaquim Grava desde o retorno do futebol e que, por isso, não há necessidade de realizar novas testagens. O Palmeiras, no entanto, se posicionou contra a decisão do rival e irá testar os seu elenco na terça e na sexta-feira, vésperas dos jogos.

A decisão sobre obrigatoriedade ou não dos exames será de Moisés Cohen, diretor médico da FPF que estipulou o protocolo para volta do futebol no estado.

Vale lembrar que, no retorno após a paralisação, o Corinthians teve 23 casos positivos no elenco. Depois, Cantillo testou positivo e ficou afastado por 14 dias.

Na tarde desta segunda, o Corinthians soltou uma nota oficial dizendo que cumpriu todas as normas de isolamento exigidas pelo protocolo de segurança da Federação Paulista. O Timão aproveitou para alfinetar o Palmeiras, dizendo que o Verdão liberou seus atletas a cada partida, descumprindo o protocolo.

Veja a nota oficial do Corinthians

"O Sport Club Corinthians Paulista vem a público esclarecer as informações equivocadas veiculadas na imprensa sobre a realização dos testes de Covid-19 em seus atletas.

Conforme o protocolo elaborado pela Federação Paulista de Futebol e seu comitê médico, aprovado e exigido pelo Governo do Estado de São Paulo, Prefeitura de São Paulo e prefeituras de todas as cidades dos clubes participantes, o Corinthians cumpriu o confinamento de seus atletas e comissão técnica, seguindo à risca o acordo, diferentemente da Sociedade Esportiva Palmeiras que descumpriu e liberou seus atletas depois de cada partida, o que nunca foi permitido.

No SCCP, além dos atletas e da comissão, também seguem o mesmo protocolo de confinamento na concentração todos os funcionários envolvidos nas atividades diárias do Centro de Treinamento. Além disso, o Clube realizou duas baterias de exames durante esse período.

Prezando a saúde desde o início da pandemia, o Corinthians zela pelos cuidados de seus atletas e colaboradores e, por isso, mantém sua delegação em confinamento há 14 dias, período este em que todos estão privados do convívio de suas famílias. Não aceitamos que o ônus da irresponsabilidade seja transferido para quem cumpriu todos esses requisitos.

A diretoria do Timão ressalta ainda que nenhuma tentativa de tumultuar o ambiente será admitida e repudia a prática que se repete há três anos, quando a equipe chegou às finais do Estadual consecutivamente."

Luxo para poucos! CR7 compra iate de 3 andares por mais de R$ 50 mi

Últimas