Futebol Corinthians pode tentar empréstimo de Willian e divisão de salários com o Arsenal

Corinthians pode tentar empréstimo de Willian e divisão de salários com o Arsenal

Interesse do Timão é grande na contratação do meia-atacante. Embora saiba da dificuldade do negócio, a modalidade do empréstimo é algo que vai ser tentado pelo clube

Lance
Lance

Lance

Lance

Na tarde desta segunda-feira, foi revelado o interesse do Corinthians por Willian, que atualmente defende o Arsenal. O negócio, considerado difícil por ambas as partes, ainda não teve proposta oficial, mas o Timão estuda as possibilidades para fazer uma oferta ao clube inglês e um empréstimo com divisão de salários é algo que pode ser colocado no papel nessas conversas.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Relembre a estreia de grandes jogadores do Corinthians na última década

Atualmente, o salário recebido pelo meia-atacante é totalmente fora da realidade dos clubes brasileiros, o que forçaria o jogador a diminuir muito os seus vencimentos, sendo que ainda tem mais dois anos de contrato com o Arsenal, que quer a sua saída, já que está sem espaço no elenco.

Pensando nisso, o Corinthians, que tem um enorme interesse em repatriar Willian, pensa em propor ao clube inglês um empréstimo pelo jogador. Sendo que os salários seriam divididos durante o período, que deve ser de um ano.

Além da complexidade do negócio, há ainda um fator que obriga as tratativas a serem rápidas, uma vez que a janela de transferências internacionais para o Brasil se encerra em 30 de agosto, assim como as principais janelas europeias.

O interesse do estafe do atleta é de permanecer na Europa, onde Willian tem mercado. No entanto, não está descartada uma volta ao Brasil dependendo do que o mercado apresentar nos próximos dias. É com essa esperança que o Timão conta para concretizar esse sonho de trazer de volta um Filho do Terrão.

Hoje com 33 anos, Willian disputou 41 jogos e marcou dois gols pelo Timão antes de ser vendido ao Shakhtar Donetsk-UCR. De lá ele foi negociado com o Anzhi, da Rússia, que o transferiu para o Chelsea, antes de chegar no Arsenal.

Últimas