Futebol Corinthians pagará dívida de R$ 13,7 mi com a CET em 150 parcelas

Corinthians pagará dívida de R$ 13,7 mi com a CET em 150 parcelas

É 3ª vez que partes entram em acordo, mas Timão não cumpriu as outras. Parcelas serão de R$ 91,3 mil, com previsão de fim em 2034

Lance
Sede do Corinthians é no Parque São Jorge, na zona leste de São Paulo

Sede do Corinthians é no Parque São Jorge, na zona leste de São Paulo

Lance

O Corinthians segue sua rotina de acordos judiciais e chegou a mais um nesta semana. Desta vez o acerto foi de uma dívida com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) pelo serviço de operação de trânsito em dias de jogos. No acordo, o clube se comprometeu a quitar o débito de R$ 13.695.475,87 em 150 parcelas.

Esta é a terceira vez em que as partes chegam a um acordo por essa dívida, sendo que as duas primeiras não foram cumpridas pelo Timão em 2018 e em 2019, o que ocasionou o aumento substancial do valor ao longo dos últimos anos por conta do acréscimo de juros, correções, multas e honorários.

O novo acordo prevê que o Corinthians pague os quase R$ 13,7 milhões em 150 parcelas de R$ 91.303,17. Dessa forma, se tudo for corretamente cumprido pelo clube, o último pagamento deve ser efetuado apenas em março de 2034.

Se não houver o pagamento dessas parcelas, isso culminará em multa de 0,33% por dia de atraso sobre o valor devido, sendo que o limite de 20% foi estabelecido. Em caso de a inadimplência chegar a 90 dias, será executado o vencimento antecipado das parcelas, com multa de 10% sobre o total da dívida, além de correções e honorários por conta da nova execução do acordo.

Vale destacar que a dívida, em seu início, em 2016, era de R$ 3.277.099,98, relativos a 313 eventos do clube em que a CET trabalhou e não foi remunerada por organizar o trânsito nos arredores do Parque São Jorge.

Confira os jogadores mais bem pagos do mundo em 2021

Últimas