Futebol Corinthians não cumpre acordo e é acionado na Justiça a pagar mais de R$ 40 mil

Corinthians não cumpre acordo e é acionado na Justiça a pagar mais de R$ 40 mil

A empresa Unick Football Consultoria e Marketing Esportivo Ltda não recebeu a última parcela acordada pelo Timão e agora cobra na Justiça R$ 44.867,65 pela venda de Léo Jabá

Lance
Lance

Lance

Lance

O Corinthians lida com mais uma dor de cabeça em suas finanças. Isso porque o clube foi acionado na Justiça pela Unick Football Consultoria e Marketing Esportivo Ltda a pagar R$ 44.867,65 referente ao pagamento da última parcela da venda do atleta Léo Jabá. A informação foi primeiramente publicada pelo jornalista Rodrigo Vessoni, do portal Meu Timão.

CONFIRA A POSIÇÃO DO TIMÃO NO BRASILEIRÃO 2020

O imbróglio começou quando a empresa acionou o clube após não receber R$ 364.820,00, referentes a 5% da venda de Léo Jabá ao FC Akhmat, da Rússia, em 2017.

No mesmo ano, o Timão tentou contestar esse pedido alegando que, mesmo o percentual ter sido acordado em 2014, a lei de repasse a terceiros foi alterada no ano seguinte.

O departamento Jurídico do Corinthians pegou o caso e conseguiu realizar um acordo com a empresa para quitar a dívida em 10 parcelas de R$ 37 mil. Após cumprir o pagamento de nove dessas parcelas, o Timão não quitou a última. Agora, está sendo acionado na Justiça de novo. O valor pendente, com correção dos juros, ficou R$ 44.867,65.

Vale relembrar que Léo Jabá foi vendido pelo Corinthians ao Akhmat, da Rússsia, em julho de 2017, por € 2 milhões (R$ 7.239.800,00, na época), com pagamento feito em duas parcelas: € 1.200.000,00 e € 790.000,00, respectivamente, R$ 4.370.520,00 e R$ 2.869.280,00.

O Corinthians detinha 75% dos direitos econômicos do jogador, o pai do atleta, Sr. Silvan Gonçalves Lima, 20%, e a Unick Football Consultoria e Marketing Esportivo Ltda tinha posse dos 5% restantes.

Últimas