Futebol Corinthians lucra quase R$ 170 mil na volta do público para a Neo Química Arena

Corinthians lucra quase R$ 170 mil na volta do público para a Neo Química Arena

Com público de 10.470 pagantes contra o Bahia, o Timão faturou R$ 520.529,90, que sofreram abatimentos relativos as despesas da operação do jogo em Itaquera

Lance
Lance

Lance

Lance

A CBF divulgou nesta quarta-feira o borderô da partida entre Corinthians e Bahia, vencida pelo Timão por 3 a 1, na última terça, na Neo Química Arena. Na primeira partida com bilheteria depois de mais de um ano e sete meses, o clube conseguiu lucrar quase R$ 170 mil com a venda dos ingressos.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Confira as fotos da nova terceira camisa roxa do Corinthians

Segundo regra do Governo do Estado de São Paulo, apenas 30% da capacidade do estádio estava liberada para torcedores no duelo pela 24ª rodada do Brasileirão, o que daria em torno de 15 mil corintianos. No entanto, segundo o documento, 10.470 pagantes estiveram presentes em Itaquera para o jogo.

Esse público trouxe uma renda bruta de R$ 520.529,90. O valor, porém, não fica integralmente com clube, já que as despesas de operação da partida são abatidas dele. Com isso, o valor lucrado na noite da última terça-feira foi de R$ 168.212,19. Pouco para os padrões do estádio, que antes da pandemia costumava apresentar renda líquida média acima de R$ 1 milhão.

O total de despesas do jogo foi de R$ 312.470,34, mais R$ 39.847,37 em deduções que não foram especificadas. O maior desses gastos foi em relação aos orientadores do estádio, que custou R$ 78.937,80. A tendência é de que quando a venda de ingressos passar a ser de 100% da capacidade do estádio os custos de operação terão menor impacto no valor arrecadado pelo clube.

Segundo os dirigentes corintianos, eles estão perto de formalizar um acordo com a Caixa por conta da dívida da construção da Arena. Quando as tratativas forem oficializadas, o Timão ficará com 100% do lucro da Neo Química Arena. No momento, o dinheiro arrecadado vai para um fundo que administra o estádio. Desde 2014, o lucro dos jogos nunca foi para os cofres corintianos.

Últimas