Futebol Corinthians identifica torcedor que acendeu sinalizador no Majestoso e repudia cantos homofóbicos

Corinthians identifica torcedor que acendeu sinalizador no Majestoso e repudia cantos homofóbicos

Corintiano foi levado à sala de policiamento da Neo Química Arena, teve os dados coletados, e o Timão analisará medida a ser tomada

Lance
Lance

Lance

Lance

O Corinthians se posicionou sobre duas situações envolvendo os seus torcedores no empate 1 a 1 contra o São Paulo, no último domingo (22), na Neo Química Arena, pelo Brasileirão. O árbitro Wilton Pereira Sampaio relatou que um sinalizador foi aceso no setor sul do estádio corintiano, bem como alguns cantos homofóbicos de torcedores corintianos.

> GALERIA - ATUAÇÕES: Cássio salva o Corinthians e é destaque contra o São Paulo

> TABELA - Confira e simule os jogos do Timão no Brasileirão

Em relação ao sinalizador, o Timão afirmou que o torcedor que acendeu foi identificado pelas câmeras de segurança da arena e conduzido pela Polícia Militar até a sala de policiamento instalada no estádio, ali teve os seus dados coletados para, segundo o clube, as providências cabíveis sejam tomadas.

O procedimento foi comunicado à arbitragem para que fosse adicionado à súmula.

Quanto aos cantos homofóbicos, o Timão repudiou o ocrrido e reforçou que comumente alerta a torcida para a ilegalidade do comportamento, no qual considera inaceitável. O clube alvinegro, através do seu departamento de comunicação, disse que essas ações vão de campanhas nas redes sociais até informes no sistema de som e telões da Neo Química Arena.

O Corinthians reforçou o pedido para que a Fiel não repita esses atos.

Aos cinco minutos do segundo tempo, o árbitro do Majestoso, Wilton Pereira Sampaio, parou a partida e comunicou ao quarto árbitro, Lucas Caneto Bellote, que tais cantos estavam sendo entoados.

Últimas