Futebol Corinthians deixou Maracanã com sensação de 'dever cumprido'

Corinthians deixou Maracanã com sensação de 'dever cumprido'

Derrota por 2 a 1 para o Flamengo é normal diante da enorme diferença entre os clubes atualmente; atuação corintiana foi digna e dentro daquilo que sua limitação permite

Lance
Corinthians deu trabalho ao Flamengo

Corinthians deu trabalho ao Flamengo

Lance

Caso o Corinthians tivesse tomado outra goleada, como o 5 a 1 para o próprio Flamengo, no primeiro turno, ou o 4 a 0 para o Palmeiras, esse texto poderia começar falando de mais um "choque de realidade" do time, mas não foi o caso. A derrota por 2 a 1, no Maracanã, mostrou uma atuação digna dos corintianos, que foram inteligentes e souberam competir com o vice-líder.

Veja também: Alguns gols que marcaram a carreira do fenômeno Ronaldo

O que podemos dizer, definitivamente, é que enfrentar Flamengo, Palmeiras e outros dessa parte da tabela e desse patamar elevado dentro e fora de campo, não é o campeonato do Timão, então perder esses jogos não é um fracasso, não é de se lamentar, mas sim é preciso encarar como algo natural neste momento. O que não se pode admitir é não buscar os elementos necessários para ter uma atuação do nível que o elenco permite no contexto atual.

Diante do material humano que Vagner Mancini tem nas mãos, ele fez que foi possível para encarar o Flamengo, o que quer dizer que ele soube respeitar as virtudes do adversário e, acima de tudo, as fragilidades de seu próprio time. Abrir o jogo e dar espaço para Gabigol e companhia seria suicídio, como foi no primeiro turno e como foi no Allianz Parque, contra o Palmeiras. Essas lições, definitivamente foram aprendidas e, não devem ser repetidas nesta reta final.

Quem tinha a responsabilidade de criar era o Fla, e o Corinthians deu essa missão ao adversário, mas vendeu caro as bolas na rede e quase complicou a situação do vice-líder com o gol de empate e outras chances criadas que poderiam gerar a virada no Maracanã. Não foi possível, os comandados de Rogério Ceni, com toda a dificuldade, usaram da individualidade e venceram.

Seria uma história maravilhosa de superação, de dignidade e de lições aprendidas, não fosse o fato de a derrota ter complicado demais a situação do Timão na luta por uma vaga na Copa Libertadores. Fora isso, a sensação foi de dever cumprido. Acontece que, como dissemos, enfrentar o Flamengo não é o campeonato do Corinthians, mas a vitória passou a ser necessária após tropeços na real competição alvinegra.

Os tropeços em casa para adversários diretos como o Red Bull Bragantino (derrota por 2 a 0) e o Athletico-PR (empate em 3 a 3), além do revés para o Bahia, por 2 a 0, fora de casa, são os jogos que Vagner Mancini e seus jogadores precisam lamentar. Esses sim são duelos em que a vitória era obrigatória diante do objetivo que o clube tem para este Brasileirão-2020.

Caso o Corinthians não consiga a tão sonhada vaga no torneio continental, serão essas as partidas que prejudicaram a conclusão da arrancada com Mancini. Resta agora buscar vitórias contra Santos (confronto direto) e Vasco (brigando contra o rebaixamento), para chegar na última rodada enfrentando o Internacional mirando mais uma atuação digna contra os líderes da tabela.

Corinthians foi o time que mais gastou dinheiro na década. Veja lista

Últimas