Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Contra o Grêmio, Luxemburgo encara novo 'jogo da vida' pelo Corinthians para afastar pressão

Pressão sob Luxemburgo no Timão aumentou após a derrota diante do Fortaleza, pelo Brasileirão

Futebol|

Lance
Lance Lance

Pela terceira vez na temporada Vanderlei Luxemburgo se encontra com a "corda no pescoço" no Corinthians. Mesmo com a pressão interna e externa, a diretoria alvinegra não pretende fazer mudanças no comando técnico, mas em caso de derrota com desempenho ruim diante do Grêmio, nesta segunda-feira (18), a situação pode se tornar irreversível.

+ Renove o seu estoque de camisas do Tricolor com o cupom LANCEFUT 10% OFF

Nas duas vezes onde se encontrou próximo da demissão, Luxa deu a volta por cima e conseguiu salvar seu emprego. A primeira delas foi contra o Atlético-MG, pelo Brasileirão, após o Timão perder o jogo de ida contra o América-MG, nas quartas de final da Copa do Brasil.

Para o jogo contra o Galo, Luxemburgo apostou em um esquema mais defensivo, montando uma linha de cinco na defesa e apostando nos contra-ataques para sair do Mineirão com a vitória. A estratégia funcionou, e Róger Guedes fez o gol da vitória corintiana em Belo Horizonte, acalmando os ânimos no Parque São Jorge.

Publicidade

Mesmo com a vaga à semifinal da Copa Sul-Americana, as recentes atuações contra Estudiantes, Goiás e Cruzeiro, além da eliminação na semifinal da Copa do Brasil, voltaram a colocar Luxemburgo na mira da demissão, e o Dérbi contra o Palmeiras, na Neo Química Arena, seria decisivo para o futuro do treinador.

Sem Fagner e Renato Augusto, o Corinthians não fez partida brilhante, mas conseguiu segurar o rival e Luxa ganhou mais tempo no comando do Timão.

Publicidade

+ Já pensou em ser um gestor de futebol? Participe da nossa Masterclass com Felipe Ximenes e descubra oportunidades

LUXA AMEAÇADO?

Vanderlei Luxemburgo não se vê ameaçado no Corinthians. Ele acredita que seu futuro esteja atrelado ao desempenho na Copa Sul-Americana, competição em que o Timão está na semifinal. Ele não acredita em mudança antes que, pelo menos, o confronto de ida aconteça. O adversário é o Fortaleza. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.