Futebol Contas de 2021 são aprovadas com facilidade pelos conselheiros do Peixe

Contas de 2021 são aprovadas com facilidade pelos conselheiros do Peixe

Santos diminuiu suas dívidas no primeiro ano do mandato do presidente Andres Rueda

Lance
Lance

Lance

Lance

Os membros do Conselho Deliberativo do Santos aprovaram as contas do primeiro ano de gestão de Andres Rueda após um superávit de R$ 43.935.139,00 em 2021, de acordo com o balanço do clube. O parecer do Conselho Fiscal foi apresentado aos conselheiros em reunião realizada na noite desta quarta-feira (27).

Foram 89 votos para aprovação, 8 votos para reprovação e 3 se abstiveram. 87% do total dos Conselheiros aprovaram as contas.

O Santos teve R$ 406,8 milhões em arrecadação em 2021, sendo R$ 299,7 de receitas ordinárias (bilheteria, cotas de transmissão e publicidade) e R$ 107,1 milhões em receitas extraordinárias (repasse de direitos federativos).

Os custos com folha de pagamento do clube chegaram a R$ 206,9 milhões e o Peixe gastou R$ 34 milhões com despesas de aquisição de atletas (aqui entram os valores pagos por acordos feitos por contratações de jogadores de outras gestões). Além disso, o clube teve um gasto de R$ 120 milhões com despesas financeiras e contábeis, provisões, entre outros.

O déficit acumulado (dívida) do Santos caiu de R$ 460 milhões para R$ 420 milhões. O passivo circulante do clube caiu de R$ 340,9 milhões para R$ 316,9 milhões.

O Conselho Fiscal apresentou uma ressalva referente aos valores gerados pelo acordo com o Mercado Bitcoin para a tokenização do mecanismo de solidariedade da Fifa. O CF entende que os valores deveriam ser considerados como “antecipação de receitas” e aponta que não existe regulamentação contábil e tributária desse tipo de operação e escreve:

“…somente o tempo dirá quem está certo nessa tipo de análise”.

Últimas