Futebol Conselho Deliberativo do São Paulo aprova Orçamento para 2021

Conselho Deliberativo do São Paulo aprova Orçamento para 2021

Em reunião virtual, conselheiros autorizaram previsões de R$ 37 milhões em investimentos e uma redução de R$ 91,4 milhões do endividamento geral

Lance
Lance

Lance

Lance

O Conselho Deliberativo do São Paulo aprovou, por 174 votos a favor e apenas quatro contra, o orçamento para a temporada de 2021. Os planos são de arrecadação de R$ 460,7 milhões e de despesas de R$ 448,2 milhões – R$ 176 milhões seriam em vendas de atletas. A reunião aconteceu na última sexta-feira.

O encontro, presidido por Olten Ayres de Abreu Júnior, aconteceu de forma remota, virtualmente, e teve a presença do atual mandatário, Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, e o futuro, Julio Casares, que assume em janeiro de 2021.

O orçamento aprovado prevê a venda de R$ 176 milhões em atletas no próximo ano, um valor superior ao apresentado para esta temporada (R$ 137 milhões). Por outro lado, estima-se R$ 37 milhões em investimentos, uma redução de R$ 91,4 milhões do endividamento geral e um superávit de R$ 12,5 milhões.

A previsão é que o São Paulo termine 2021 com receita total de R$ 460 milhões, valor que foi ajustado devido à crise financeira causada pela pandemia de Covid-19 (anteriormente, eram previstos R$ 541 milhões). Na reunião, foi explicado que, com a paralisação de todas as atividades do clube, houve uma redução de R$ 228 milhões na geração do caixa previsto.

Para finalizar, o clube realizou empréstimo agora em dezembro de R$ 48 milhões junto a instituições financeiras para o pagamento de férias, 13º salários e férias de jogadores, bem como outras obrigações de janeiro de 2021.

O São Paulo é atualmente o líder do Campeonato Brasileiro e semifinalista da Copa do Brasil, posições que podem garantir uma boa quantia em premiações para o ano que vem.

Últimas