Futebol Com preços elevados de setor popular, Flamengo força quebra de tradição da torcida no Maracanã

Com preços elevados de setor popular, Flamengo força quebra de tradição da torcida no Maracanã

Com ingressos do Setor Norte a R$ 200, torcidas organizadas do Flamengo mudaram de lado na arquibancada do Maracanã, posicionando-se no Setor Sul, que custava R$ 80

Lance
Lance

Lance

Lance

O Maracanã viveu uma noite diferente nesta quarta-feira. Não pela derrota do Flamengo, por 3 a 0 para o Athletico - o estádio já foi palco e voltará a ser de outras eliminações do time, é inevitável -, mas sim pelo posicionamento de parte dos torcedores, que trocaram o Setor Norte para o Sul. Os preços elevados para o setor mais popular forçou a quebra de uma tradição da torcida rubro-negra, acostumada a se posicionar no lado esquerdo da arquibancada.

É impossível atestar que o resultado foi afetado pelo fato das torcidas organizadas do clube terem se posicionado contra o preço praticado pela diretoria no Setor Norte - o qual tem uma procura maior justamente por ser o mais popular e concentrar o “pulmão da arquibancada”. Afinal, não faltou apoio no Maracanã, mas uma tradição foi quebrada. Os lados onde se posicionam as torcidas já resultaram até em disputa judicial.

O Flamengo aqueceu e atacou na segunda etapa longe da parte mais inflamada da arquibancada. Na ida do intervalo, em desvantagem por 2 a 0, já ouviu vaias, as quais foram intensificadas após o terceiro gol do Athletico. A eliminação terminou com xingamentos a Renato, canto para o ex-técnico Jorge Jesus e gritos de “time sem vergonha”. Direito do torcedor que desembolsou a partir de R$ 80 pelo ingresso do Setor Sul, o mais barato. Para o Setor Norte, a entrada custava R$ 200, e tinha ingresso de até R$ 1 mil.

Ainda sobre a renda de bilheteria, de R$ 2.967.490,00, ficará longe dos R$ 23 milhões que o Flamengo asseguraria com a classificação para a decisão. Para o campeão da Copa do Brasil, a bolada é ainda maior: R$ 56 milhões. A final da competição, nos dias 12 e 15 de dezembro, serão entre Athletico e Atlético-MG.

Últimas