Futebol Com posse de Duílio e volta aos treinos, Corinthians começa 2021

Com posse de Duílio e volta aos treinos, Corinthians começa 2021

Elenco retorna após folga de fim de ano de olho em voos maiores no Brasileiro, novo presidente anunciará nova diretoria do clube

Lance
Mancini, em campo, e Duílio, fora, tocarão Corinthians

Mancini, em campo, e Duílio, fora, tocarão Corinthians

Montagem Lance!/Agência Corinthians

O ano de 2021 já começou, mas para o Corinthians o verdadeiro início dele será nesta segunda-feira, quando haverá a retomada das atividades em campo e uma nova gestão fora dele. Isso porque o elenco profissional volta a treinar após folga, e Duílio Monteiro Alves tomará posse como presidente do clube. Por essas e outras, o Feliz Ano Novo corintiano será dado neste 4 de janeiro.

Reapresentação e busca por vaga na Libertadores

Com jogo marcado apenas para o dia 13 deste mês, a comissão técnica e a diretoria decidiram conceder um período de quatro dias de folga de fim de ano para os jogadores, que voltam ao trabalho nesta segunda-feira, no CT Joaquim Grava. A última partida da equipe foi no dia 27 de dezembro, ou seja, será um período de mais de duas semanas até entrar em campo novamente. Assim, há espaço suficiente para treinar e descansar para o que vem por aí.

Veja mais: São Paulo levantou um troféu na última década. Veja lista completa

E o Timão, de fato, tem motivos para olhar para frente neste início de 2021, já que terminou 2020 em ascensão no Brasileirão, com a equipe ajustada, destaques individuais e de olho na parte de cima da tabela. Com três vitórias consecutivas e seis jogos de invencibilidade, Vagner Mancini e seus comandados veem o G6 como uma realidade e não mais como um sonho.

Por isso o próximo jogo, contra o Fluminense, no dia 13, às 21h30, na Neo Química Arena, é considerado uma decisão. Os cariocas têm apenas um ponto a mais na tabela e estão na sétima posição, enquanto os alvinegros estão na nona colocação com 39 pontos. Uma vitória nesse confronto direto pode significar quem continua ou não na briga por uma vaga na Copa Libertadores.

E mais: Cazares participou de um terço dos gols do Corinthians com Mancini

Posse do presidente e nova diretoria

Mas os novos horizontes não ficam apenas restritos ao campo. Fora dele, o novo presidente, Duílio Monteiro Alves, toma posse nesta segunda-feira. Sucedendo Andrés Sanchez, do mesmo grupo político, o mandatário começa efetivamente sua gestão neste 4 de janeiro, mas nos bastidores a transição já começou há algum tempo, com decisões tomadas e algumas oficializadas.

No entanto, a totalidade dessas oficializações deve ser anunciada nesta segunda-feira, quando Duílio e seus vice-presidentes concedem entrevista coletiva virtual, às 17h, direto do CT Joaquim Grava. Nela, o presidente deve comunicar a nova formação da diretoria corintiana, que passará por uma grande reformulação. Algumas delas já estão praticamente definidas.

Uma já foi oficializada com a chegada de José Colagrossi Neto, que assumiu a Superintendência de Marketing, Comunicação e Inovação. Profissional de mercado, ex-diretor do Ibope Repucom, ele deve ter um papel chave nessa nova gestão e já iniciou o seu trabalho, gerindo uma "crise" provocada por um tweet homofóbico do perfil oficial do clube, feito para provocar o São Paulo.

Outros nomes não foram oficializados, mas são dados como certos nos bastidores. Wesley Melo, que esteve com Andrés no início desse último mandato, deve assumir a diretoria financeira, em substituição a Matías Ávila.

Já para a diretoria jurídica, que hoje é de Fábio Trubilhano, quem deve assumir é Herói Vicente, um oposicionista declarado da gestão Andrés Sanchez, e eleito conselheiro pela chapa "Liberdade Corinthiana". Por sua experiência com compliance (conjunto de disciplinas a fim de cumprir normas legais para negócios e atividades do clube), departamento desejado pela oposição e que tem a simpatia de Duílio, Herói é o favorito para assumir essa diretoria. O movimento é visto como uma forma de amenizar os conflitos internos.

No departamento de futebol, diretoria considerada mais importante do clube, saem Edu Ferreira, Jorge Kalil e Vilson Menezes. Duílio era o diretor de futebol antes de sair para sua candidatura à presidência, em seu lugar quem deve assumir é o ex-presidente Roberto de Andrade, aliado político e experiente na função que ocupou entre 2010 e 2014. Ao seu lado, como gerente, o favorito é o ex-jogador Alessandro Nunes, que também já esteve no cargo recentemente.

Com essas e outras definições, e com a cabeça em uma vaga na Libertadores, é que o torcedor alvinegro deve encher o peito para falar "Feliz Ano Novo" nesta segunda-feira. Começa neste 4 de janeiro o 2021 corintiano, com desafio enorme para o novo presidente que terá que lidar com dívidas e os efeitos "pós-pandemia", e com caminho promissor para Vagner Mancini em campo.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Máquina de polêmicas! Confira confusões de Neymar na carreira

Últimas