Futebol Com pedidos de "Fora, Ceni", grupo de torcedores do Flamengo protesta em frente ao Ninho do Urubu

Com pedidos de "Fora, Ceni", grupo de torcedores do Flamengo protesta em frente ao Ninho do Urubu

Na reapresentação após a derrota para o Ceará, torcida cobra treinador, elenco e diretoria por melhores resultados no Campeonato Brasileiro

Lance
Lance

Lance

Lance

A má fase recente do Flamengo mexeu com os ânimos da torcida rubro-negra. Após as derrotas consecutivas para Fluminense e Ceará, ambas no Maracanã, um grupo de torcedores foi ao Ninho do Urubu, na tarde desta terça-feira, para protestar contra os jogadores, a comissão técnica e a diretoria.

+ Olho neles! Veja técnicos estrangeiros que podem ser opções para times brasileiros em 2021

Cerca de 100 torcedores compareceram ao local, e principal alvo foi o técnico Rogério Ceni, que teve a demissão pedida pela torcida. Os carros que chegavam ao CT eram abordados com xingamentos, tapas e até ovos foram atirados. Nem mesmo atletas da categoria sub-20 foram poupados da cobrança.

A Polícia Militar reforçou a segurança no local com sete viaturas. Os torcedores também penduraram faixas no local com mensagens de protesto. "Fora Ceni", "Maurício Souza, solução caseira", "Respeitem o Manto Sagrado" e "Elenco milionário, mas sem atitude" foram alguns dos recados expostos pelos rubro-negros.

Protesto - Ninho do Urubu

Protesto - Ninho do Urubu

Lance

Faixa com pedido de saída de Rogério Ceni (Foto: Arquivo Pessoal)

O elenco rubro-negro se reapresentou no CT após folgar nesta segunda-feira, dia seguinte da derrota por 2 a 0 para o Ceará. A partida foi a 12ª de Rogério Ceni no comando do Flamengo. Até o momento, o treinador acumula quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas, em um aproveitamento de 44,4%.

+ Ainda dá para o Fla? Confira a tabela atualizada do Campeonato Brasileiro

Faltando 10 rodadas para o fim do Brasileirão, o Flamengo está em quarto lugar, com 49 pontos, a sete do líder São Paulo. O próximo compromisso do Rubro-Negro é contra o Goiás, na próxima segunda-feira, em Goiânia.

Últimas