Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Com indefinição na comissão técnica, Botafogo de Fábio Matias se permite focar na Libertadores

Alvinegro tem mais um jogo antes da estreia na fase de grupos do torneio continental

Futebol|

Lance
Lance Lance (Lance)

Com a goleada aplicada sobre o Boavista no jogo de ida da Taça Rio, o Botafogo se permite ter uma semana cheia para focar na estreia da Libertadores. Apesar da partida de volta no fim de semana, o Alvinegro deve optar por poupar suas principais peças.

➡️ Tudo sobre o Fogão agora no WhatsApp. Siga o nosso canal Lance! Botafogo

Apesar do ditado de que "no futebol tudo pode acontecer", a modesta equipe de Saquarema vencer o Glorioso por uma diferença de quatro gols para levar a decisão para os pênaltis é improvável. O Boavista só balançou as redes tantas vezes na temporada diante do Bangu, enquanto o Botafogo só foi vazado quatro vezes em um mesmo jogo no clássico contra o Vasco.

Além disso, o trabalho realizado por Fábio Matias é mais um fator que joga em favor do clube da Série A. Em oito partidas no comando interino do Alvinegro, o comandante conduziu sua equipe para sete vitórias e um empate, o que representa um aproveitamento de 91,6%. E o próprio treinador deu pistas de que pode poupar os principais nomes do elenco visando a estreia da Libertadores.

Publicidade

- Tivemos um período de treinos e é importante essa questão de confiança. Também era importante ganhar hoje para a gente criar uma estratégia para domingo visando a partida da Libertadores. Não está ganho, é importante dizer, o Boavista tem jogadores que já foram em clubes grandes. Mas para nós foi fundamental esse resultado para montar as melhores estratégias para os próximos dois jogos.

Com jogo de estreia no Rio de Janeiro, o Botafogo se permite ter uma semana cheia de treinos e podendo abrir mão dos principais astros da equipe no jogo de volta da Taça Rio. Com isso, o elenco terá um período de tempo privilegiado para ter um bom início na fase de grupos da competição continental diante do Junior Barranquilla.

Publicidade

O grande ponto de interrogação é com relação a busca por um novo treinador definitivo para dirigir o Alvinegro pelo restante da temporada. Na última vez em que o trabalho de uma solução caseira foi interrompido para a chegada de um comandante estrangeiro, o Glorioso desandou na temporada, o que culminou na perda do título do Brasileirão 2024.

Neste momento em que tudo caminha bem, o maior inimigo do Botafogo pode ser ele mesmo e as decisões que John Textor tomará pelo futuro da equipe. Se em "time que está ganhando, não se mexe", o clube carioca pode pagar para ver ao optar por uma ruptura de um trabalho e de ideias que foram compradas pelo plantel.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.