Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Com garoto estrelado e treta no fim, Corinthians 'passa de ano' contra o Universitario e vai às oitavas da Sul-Americana; veja o resultado

Maycon abriu o placar, mas o Timão sofreu o empate cinco minutos depois. Com a vitória no jogo de ida, a equipe alvinegra...

Futebol|

Lance
Lance Lance

O Corinthians está classificado às oitavas de final da Copa Sul-Americana. Na noite desta terça-feira (18), o clube alvinegro venceu o Universitario, do Peru, em pleno estádio Monumental de Lima, por 2 a 1. O resultado colocou o Timão na próxima fase com um placar agregado por 3 a 1, já que o clube alvinegro havia vencido por 1 a 0 a partida de ida, em São Paulo.

O destaque ficou para o gol do garoto Ryan, que entrou no fim da partida e, após oito minutos em campo, marcou pela primeira vez como profissional, somente na sua segunda vez atuando pelo time principal. Maycon foi quem abriu o placar. Quem balançou as redes pelo lado do time mandante foi Edison Flores, convertendo pênalti cometido por Biro.

No fim do jogo, uma confusão entre atletas das duas equipes fez com que a partida ficasse 15 minutos paradas e resultou em cinco expulsões, três do lado da equipe peruana e duas de corintianos.

Com a classificação, o Timão terá pela frente o Newell 's Old Boys, da Argentina, nas oitavas de final. A equipe de Rosário foi uma das responsáveis pela eliminação do Santos na competição continental ainda na primeira fase. O Peixe ficou na terceira colocação da chave, ficando fora até mesmo da etapa de playoffs. Os duelos entre os corintianos e o time argentino acontecerão nas semanas dos dias 2 e 9 de agosto. 

Publicidade

+ Confira a tabela da Copa Sul-Americana e confira o resultado de todas as partidas

CINCO LANCES QUE MARCARAM A PARTIDA

Publicidade

> TENSÃO? NO, NO, NO! A partida começou antes mesmo do apito inicial, quando o Corinthians recebeu um alerta de segurança para um possível clima hostil para a chegada do clube alvinegro no estádio Monumental. Foi recomendado até que a delegação fosse ao local da partida em um carro policial, o que foi recusada pela direção corintiana, que chegou à arena sem problemas. 

> ERA SÓ USAR OS LADOS... Com uma linha de cinco jogadores na defesa, o Corinthians teve muitas dificuldades de criar condições de ataque no primeiro tempo e início do segundo. Resultado, o Universitario só não se aproveitou disso por conta da limitação técnica. De toda forma, foram os peruanos que chegaram mais. Porém, quando o Timão optou por usar os lados do campo, abriu o placar com Maycon, que entrou no segundo tempo. Biro, que também entrou no decorrer do jogo, acionou o lateral Matheus Bidu pela esquerda, o jogador levantou na área, Róger Guedes acertou a trave, de cabeça, e na volta o camisa 7 encheu o pé para abrir o placar. 

Publicidade

> MAS NEM TUDO SÃO FLORES... O problema para o Corinthians é que cinco minutos após abrir o placar, o time viu Biro abrir os braços e tocar em uma bola cruzada por Andy Polo. O árbitro colombiano Wilmar Roldán não pensou duas vezes em marcar um pênalti. Edison Flores, que também entrou no decorrer do jogo, bateu forte, no canto esquerdo alto, e empatou tudo para o Universitario. O mesmo jogador quase virou a partida cinco minutos depois, quando finalizou de fora da área com curva e quase matou o goleiro corintiano Carlos Miguel, que passou da bola, mas se recuperou para fazer a defesa em dois tempos. 

< ESTRELA DE GAROTO

Publicidade

> TENSÃO? !AHORA SÍ! Logo após o gol de Ryan, o clima de guerra esperado na partida aconteceu. Os jogadores do Universitario foram para cima dos atletas corintianos, que correram para se refugiar no banco de reservas. A polícia entrou no gramado com escudos, enquanto os torcedores peruanos arremessaram objetos em direção aos jogadores do Timão. O jogo ficou parado durante XX minutos. E quando voltou, o árbitro expulsou cinco jogadores: dois do Corinthians (Ryan e Matheus Araújo) e três da La U (Di Benedetto, Calcaterra e Guzmán, que estava no banco de reservas).

+ Renove o seu estoque de camisas do Timão com o cupom LANCEFUT 10% OFF

COMO FOI O PRIMEIRO TEMPO

Um primeiro tempo que deu sono. O Corinthians foi a campo com uma linha de cinco jogadores no campo defensivo, com três zagueiros e dois laterais. Mas sem a participação dos alas na construção ofensiva, o Timão teve muitas dificuldades em chegar à área adversária. O Universitario, por sua vez, teve muita liberdade ofensiva, mesmo com o clube alvinegro atuando com um esquema bastante defensivo. E os peruanos só não marcaram na etapa inicial por dois motivos: limitação técnica no último passe e as boas intervenções do goleiro corintiano Carlos Miguel quando a bola chegou. 

E A ETAPA FINAL?

O segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro terminou: o Universitario dominava as ações ofensivas, mas com pouca qualidade técnica, enquanto o Timão se guardava e pouco saía ao ataque. Quando resolveu explorar a velocidade pelos lados, o Timão levou perigo com Róger Guedes e, na sequência, abriu o placar com Maycon, aproveitando o rebote de uma bola na trave cabeceada pelo próprio Guedes. No entanto, cinco minutos depois, Biro colocou a mão na bola dentro da área. A arbitragem marcou pênalti, que foi convertido por Edison Flores. Com o empate, a La U pressionou, mas em um contra-ataque puxado por Róger, o garoto Ryan, que havia entrado minutos antes, finalizou com gol vazio e marcou pela primeira vez como profissional. Logo após matar o jogo, um clima de guerra se criou no estádio Monumental, com os atletas do time peruano indo para cima dos corintianos. A partida ficou cerca de 15 minutos paradas e, quando voltou, o árbitro colombiano Wilmar Roldán expulsou cinco atletas (três do Universitario e dois do Corinthians).

+ Confira mais detalhes de como foi a partida

OS NÚMEROS DO JOGO

O QUE VEM POR AÍ?

O Corinthians volta a campo neste sábado (22), mas dessa vez pelo Campeonato Brasileiro. O Timão visita o Bahia, em Salvador. Depois, na próxima terça-feira (25), a equipe alvinegra abre a fase semifinal da Copa do Brasil, contra o São Paulo, na Neo Química Arena - a volta está marcada para o dia 16 de agosto, no estádio do Morumbi 

FICHA TÉCNICA

UNIVERSITARIO (PER) 1 X 2 CORINTHIANS

COPA SUL-AMERICANA - PLAYOFFS - JOGO DE VOLTA

Local: estádio Monumental, Lima (PER)

Data e hora: 18 de julho de 2023, às 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Wilmar Roldan (COL)

Assistentes: Alexander Guzman (COL) e Wilmar Navarro (COL)

Árbitro de vídeo:Angelo Hermosilla (CHI)

Cartões amarelos: Corzo (Universitario); Bruno Méndez, Caetano, Murillo e Ruan Oliveira (Corinthians)

Cartões vermelhos: Di Benedetto, Calcaterra e Guzmán (Universitario); Ryan e Matheus Araújo (Corinthians)

GOLS: 0-1 Maycon (25'/2T); 1-1 Edison Flores (30'/2T); 1-2 Ryan (46'/2T)

UNIVERSITARIO (PER)

Diego Romero; Aldo Corzo (Succar, 37'/2T), Williams Riveros; Matias Ezequiel Di Benedetto; Andy Polo (Ancajima, 37'/2T), Rodrigo Ureña, Martín Perez Guedes (Calcaterra, 27'/2T) e Nelson Cabanillas; Piero Quispe; Luis Urruti (Edison Flores, 9'/2T) e Emanuel Herrera (Rivera, 27'/2T).Técnico: Jorge Fossati

CORINTHIANS

Carlos Miguel; Rafael Ramos (Léo Maná, 8'/2T), Bruno Méndez, Catano, Murillo e Matheus Bidu; Giuliano (Ryan, 38'/2T) e Ruan Oliveira (Matheus Araújo, intervalo); Adson (Maycon, 13'/2T), Felipe Augusto (Biro, 13'/2T) e Róger Guedes. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.