Com a liberação da Ferj, Flamengo aguarda 'OK' do Governo para voltar aos treinos

Departamento de futebol está preparado para retomar as atividades no Ninho do Urubu

Lance

Lance

Lance

Com os plano estratégico definido e a liberação da Ferj, o Flamengo ainda precisa receber a sinalização positiva do Governo do Estado do Rio de Janeiro para, enfim, ter o retorno aos treinos no Ninho do Urubu autorizado. Por ora, não há certeza de quando Jorge Jesus, Gabigol & Cia poderão trabalhar no CT.

Com o fim das férias coletivas no último dia 30 e a realização dos exames em atletas e comissão técnica, a expectativa do departamento de futebol era de voltar ao CT a partir de terça-feira, data na qual os resultados dos testes para Covid-19 são aguardados. Oficialmente, o clube ainda não tem data prevista para isso, contudo, e os jogadores continuam trabalhando em suas residências.

Com o documento publicado neste domingo, a Ferj reforçou o desejo de finalizar o Campeonato Carioca seguindo a fórmula inicial, mas, ao deixar a cargo do clube a decisão de voltar aos treinos, se eximiu de maior responsabilidade e não indicou o caminho para isso, visto que o Wilson Witzel, no último dia 29, estendeu as medidas de isolamento social até 11 de maio.

No decreto 47.052 de 29 de abril de 2020, o Governo manteve a suspensão das atividades em "academias, centros de ginásticas e estabelecimentos similares" até a próxima segunda-feira.Segundo a assessoria do Estado, os CTs fazem parte deste universo e o documento da Ferj não tem efeito legal diante desta decisão. Contudo, as partes - direção do Fla e o Governo de Wilson Witzel - têm uma relação próxima, e uma consulta será feita antes de qualquer definição.

Entre os clubes do Rio de Janeiro, o Flamengo é o qual, nos bastidores, tem atuado com maior força pelo retorno das atividades no CT. Para viabilizar isso, o departamento médico esteve empenhado em desenvolver o melhor plano estratégico para os atletas terem segurança neste retorno. O Dr. Márcio Tannure participou das comissões formadas pela Ferj e pela CBF, por exemplo.