Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Clube inglês perde pontos na Premier League por violação do Fair Play Financeiro

Direção do Campeonato Inglês já puniu duas equipes em 2023-24 pelo não cumprimento das regras de sustentabilidade e lucratividade...

Futebol|Do R7

Lance
Lance Lance (Lance)

A Premier League comunicou, nesta segunda-feira (8), uma nova punição ao Everton. O clube de Merseyside perdeu mais dois pontos, por novas violações nas regras de sustentabilidade e lucratividade do Fair Play Financeiro.

➡️ A boa do Lance! Betting: vamos dobrar seu primeiro depósito, até R$200! Basta abrir sua conta e tá na mão!

- Durante uma audiência de três dias no mês passado, a Comissão independente ouviu provas e argumentos do clube a respeito de uma série de potenciais factores atenuantes para a sua violação admitida de 16,6 milhões de libras, incluindo o impacto das suas duas acusações sucessivas de PSR. Feito isso, a Comissão determinou que a sanção adequada seria uma dedução de dois pontos, com efeito imediato - informou a liga.

Em investigações anteriores, os Toffees já tinham perdido dez pontos e caído para a zona de rebaixamento. Após recorrer, o clube conseguiu recuperar quatro, o que totaliza - já somada à nova punição - uma perda de oito pontos. A diretoria terá uma semana para recorrer à decisão.

Publicidade

➡️ Entenda motivo da perda de pontos do Everton

Em resultado, o Everton caiu uma posição na tabela da Premier League, assumindo o 16º lugar. O time tem 27 pontos, dois acima de Nottingham Forest e do Luton Town, primeiro time na zona de rebaixamento. Dentro dos próximos cinco jogos, a equipe comandada por Sean Dyche enfrentará os dois oponentes diretos na briga contra o descenso.

Publicidade

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esp

O Forest, inclusive, também havia sido punido pelas mesmas violações, tendo perdido quatro pontos. Outro que enfrenta investigações é o Manchester City, devido a aportes diretos do dono do clube, o qatarai Sheikh Mansour, e acusações de três dígitos de infrações de regras financeiras.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.