Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Chelsea e Pochettino entram em defesa de Gallagher após acusações de racismo na internet

Meio-campista dos Blues teria supostamente ignorado criança negra em túnel de acesso ao gramado do Stamford Bridge

Futebol|

Lance
Lance Lance (Lance)

O Chelsea emitiu um comunicado, nesta quarta-feira (3), sobre as acusações de racismo contra o meio-campista Jack Gallagher. A situação teria acontecido contra uma das crianças que entraria no Stamford Bridge de mãos dadas com o elenco dos Blues, antes do empate contra o Burnley, pela Premier League.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

- Estamos cientes de um vídeo que circulou nas redes sociais do jogo de sábado contra o Burnley, retirado consideravelmente de contexto. O nível subsequente de abusos e comentários difamatórios dirigidos a Conor Gallagher é completamente inaceitável. Temos orgulho de ser um clube diversificado e inclusivo onde pessoas de todas as culturas, comunidades e identidades se sentem bem-vindas - afirmou o clube.

ENTENDA A SITUAÇÃO

Publicidade

Enquanto se dirigia à boca do túnel de acesso do Stamford Bridge, Gallagher teria abraçado uma criança de cor branca, enquanto um jovem negro, que estendeu sua mão para receber um cumprimento, apenas ganhou um leve afago do atleta. Veja o vídeo abaixo:

➡️Rodrygo dá ‘dor de cabeça’ a Ancelotti no Real Madrid: ‘Prefiro jogar pela esquerda’

Publicidade

Entretanto, um outro vídeo também começou a circular, onde o camisa 23 londrino estava com os dois meninos antes de subir no gramado do estádio. Confira:

Em entrevista coletiva, o técnico do Chelsea, Mauricio Pochettino, também defendeu Gallagher, afirmando que não há como afirmar veridicamente a intenção do atleta no momento.

- Ninguém quer fazer algo desse tipo com essa intenção. Quando você está ali, focado em diversas coisas, em começar o jogo, isso pode acontecer. As pessoas abusam demais, sempre tentam criar uma bagunça. Eu conheço Gallagher, e sei que não foi a intenção dele. Ele é um garoto muito legal, e odeio que as pessoas se sintam livres para abusar de seus pensamentos nas redes sociais - disse o argentino.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.