Futebol Centralização de dívidas: Botafogo deposita 20% da receita mensal para pagamento aos credores

Centralização de dívidas: Botafogo deposita 20% da receita mensal para pagamento aos credores

Em setembro, Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro atendeu ao pedido do Alvinegro para ter dívidas cíveis suspensas, assim como as penhoras

Lance
Lance

Lance

Lance

Através de uma nota oficial divulgada nesta quinta-feira, o Botafogo informou que realizou o depósito do valor referente a 20% da receita mensal para o pagamento aos credores. Isso ocorre semanas depois de o clube ter o pedido junto ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro acatado para centralizar todas as dívidas cíveis do Alvinegro, suspendendo as execuções cíveis - conhecidas como penhoras (veja mais aqui).

- O Botafogo dá um importante passo no equacionamento de suas dívidas e mostra responsabilidade à Justiça e aos credores com os compromissos firmados. É uma demonstração clara para sócios, torcedores, colaboradores, credores e investidores da seriedade e compromisso desta gestão, e da viabilidade do BFR - destacou o CEO Jorge Braga.

Nos requerimentos da recente vitória na Justiça, o Botafogo se baseou na "Lei do Clube-Empresa" (Nº 14.193/2021), a Sociedade Anônima do Futebol. Agora, os credores do Botafogo são organizados em uma espécie de "fila", ao invés de todo o valor ser cobrado de uma vez só, como em uma execução de quase R$ 50 milhões no mês passado.

> Confira a tabela e os jogos da Série B

No comunicado, o clube sublinha ainda que a versão final da Lei da SAF foi publicada no Diário Oficial da União na última quarta-feira (6).

Últimas