Futebol Ceni descarta atrito com Gabriel Neves no São Paulo e explica a ausência do uruguaio entre os relacionados

Ceni descarta atrito com Gabriel Neves no São Paulo e explica a ausência do uruguaio entre os relacionados

Treinador esclareceu corte de uruguaio da lista de relacionados até aqui

Lance
Lance

Lance

Lance

O técnico Rogério Ceni aproveitou a vitória de virada por 2 a 1 sobre a Ferroviária para tentar encerrar de vez o assunto Gabriel Neves no São Paulo.

Mais uma vez o uruguaio ficou de fora da lista de relacionados. Após a estreia no Campeonato Paulista no domingo (15), empate sem gols contra o Ituano, uma postagem sua nas redes sociais mostrando o dedo do meio (culturalmente uma ofensa), foi atrelada por torcedores como um desabafo contra o treinador.


+ ATUAÇÕES: David faz 'correria' valer a pena, Rato vai bem de novo, e Galoppo é essencial em vitória do São Paulo

- Não sei o investimento no Neves. Ele é um ótimo jogador, ajudou a gente muito no ano passado. Começou quando teve oportunidade e jogou bem, fechou o ano lesionado. Quando voltou, um pouco fora de ritmo. Neste ano está readquirindo sua condição. O que faz com que ele não seja relacionado é ter oito estrangeiros.

- Não tem nada pessoal, gosto muito do Neves, lamento não tê-lo na relação. Pode acontecer outras vezes, porque infelizmente aconteceu isso quando cheguei (oito estrangeiros). Temos Ferraresi que fica até o meio do ano, a volta do Orejuela não era prevista, então aumentou de novo. No meio, onde mais tenho jogadores, principalmente para fazer o volante, prefiro não gastar um estrangeiro no meio e trazer o Luan - completou o comandante são-paulino.

Um dos concorrentes de Neves por posição foi titular nesta quinta: o equatoriano Jhegson Méndez, que chegou a ser eleito o melhor em campo e foi elogiado por Ceni.

- Não tem a ver com relacionamento, com nada, é um ótimo menino, bom jogador, mas não posso mudar o regulamento. Se pudesse seis estrangeiros, traria o Neves. A competitividade é boa. A única coisa que lamento são os oito estrangeiros. Para reforçar novamente, o Neves não tem nada pessoal. Três dos quatro zagueiros... um é garoto e os outros três estrangeiros. O Méndez acabou de jogar uma Copa do Mundo, gosto dele, e o Calleri é o meu 9. Lamento pelo Orejuela e pelo Neves, e segurei o Arboleda para se adaptar mais - completou o treinador.

> Confira jogos, classificação e simule os resultados do Paulistão-23

Últimas