Futebol Capitão do Watford é contra retorno da Premier League: 'Não vou colocar minha família em risco'

Capitão do Watford é contra retorno da Premier League: 'Não vou colocar minha família em risco'

Troy Deeney mostrou preocupação com articulação no Reino Unido para uma possível volta dos jogos de futebol da Premier League com os portões fechados a partir do mês de junho

Lance
Lance

Lance

Lance

O capitão do Watford (ING), Troy Deeney, está preocupado com um possível retorno dos jogos da Premier League. O jogador não escondeu a indignação com a comissão que coordena o regresso do futebol inglês e garantiu que vai colocar a saúde da família à frente do futebol.

– Não vou falar de futebol neste momento – estou preocupado é com a saúde dos meus familiares. Se sentir que o meu retorno colocará em risco, de alguma forma, o bem-estar da minha família, não volto. Não vou colocar a minha família em risco – disse o jogador em suas redes sociais.

Deeney foi um dos atletas que participara, nesta semana de uma videoconferência onde estiveram reunidos representantes da federação, da Premier Legue e do governo britânico. No encontro foi debatido o plano para o um possível retorno do futebol em junho.

– O que vão fazer se eu me recusar a voltar? Aplicar uma multa para me tirar dinheiro? Já estive falido antes, por isso, não me incomoda. Eles falam de jogos com os portões fechados até 2021. Se não é seguro para os torcedores, é seguro para os jogadores? – questionou o jogador de 31 anos.

Como exemplo da preocupação com possíveis aglomerações dentro de campo, Deeney falou sobre a cobrança de escanteio, em que cerca de 18 ou 19 jogadores ficam próximos na marcação dentro da área. O atleta britânico também considerou um desperdício a aplicação de testes nos que disputarem as partidas.

– Estamos fazendo todos esses testes para que os jogadores retornem ao trabalho e a a NHS [Serviço Nacional de Saúde] e os trabalhadores da saúde na linha da frente não têm testes suficientes – finalizou.

Últimas