Futebol Caio Lucas irá reforçar tratamento para jogar a Supercopa dos Emirados

Caio Lucas irá reforçar tratamento para jogar a Supercopa dos Emirados

Atacante brasileiro estava lesionado desde dezembro de 2020 e voltou a treinar com os companheiros recentemente. Caio quer jogar a final, mesmo não estando 100% recuperado

Lance
Lance

Lance

Lance

Na próxima sexta-feira (22), o Al-Sharjah enfrenta na final da Supercopa dos Emirados Árabes o Al-Ahli e a vontade de todos os jogadores do clube em jogar a final só aumenta a cada dia que a decisão fica mais perto.

>Simule as próximas rodadas do Brasileirão e veja que será o campeão

Não é diferente com o brasileiro Caio Lucas, que pertence ao Benfica e está emprestado ao time árabe, e se lesionou em 25 de dezembro com uma lesão de grau 2, aumentando o período de recuperação necessário do jogador, entretanto, Caio já retornou aos treinos e deseja jogar a grande final, mesmo que ainda não esteja 100% fisicamente.

- Estou bem, me sentindo bem. Tem sido uma recuperação bem tranquila, já voltei a treinar. Sei que ainda não estou 100%, mas é um jogo importante pra gente, uma partida que a gente espera bastante, então se eu puder estar em campo, eu vou - comentou Caio sobre o seu retorno as atividades.

A participação ou não do atacante brasileiro no jogo depende da liberação da equipe médica, pois apesar do período lesionado ter sido sem complicações e o retorno aos treinos nos últimos dias, o atleta pode ainda não ter condições de atuar até sexta-feira.

- Temos a oportunidade de conquistar um título, jogo contra um adversário difícil. Vou usar essa semana para buscar o meu melhor fisicamente e poder ajudar meus companheiros - disse o atacante.

Perto de completar um mês longe dos gramados, Caio não quer que a lesão o impeça de jogar pelo menos alguns minutos, porém como o próprio disse, a primeira meta é ajudar os companheiros e depois pensar em tempo de jogo.

- Foi uma lesão complicada, grau 2, que infelizmente senti no fim da partida. Mas tenho trabalhado demais desde que aconteceu, então a recuperação está boa e eu me sinto muito bem para ajudar meus companheiros.

Últimas