Caio Alexandre fala sobre chance no Botafogo: 'Dar a vida para ir bem'

Meio-campista, que voltará ao Rio de Janeiro mais cedo para os dois compromissos iniciais do Campeonato Carioca, afirmou que oportunidade nos profissionais é realização de sonho

Lance

Lance

Lance

Primeira pré-temporada com a equipe profissional e primeira entrevista. Caio Alexandre foi o personagem da coletiva desta quarta-feira, no hotel-fazenda China Park, na Região Serrana do Espírito Santo. O meio-campista, criado em General Severiano, comentou sobre a oportunidade de participar do período de treinos do Alvinegro.

- Está sendo muito bom para mim. Aprendizado enorme por trabalhar com grandes jogadores. Vestir a camisa do Botafogo é uma responsabilidade enorme. O trabalho está sendo muito forte, muito bom, com descanso, alimentação, suplementação... O trabalho está sendo forte para buscar grandes coisas no ano - afirmou.

Caio Alexandre será um dos jogadores que deixará o Espírito Santo mais cedo rumo ao Rio de Janeiro para os dois compromissos iniciais do Campeonato Carioca - contra Volta Redonda e Madureira. O meio-campista enxerga os jogos como finais de um torneio Mundial.

- Desde menino a gente sonha com uma oportunidade no elenco profissional. Essa estreia, se Deus quiser, pode dar tudo certo. Fico feliz porque sei que estou trabalhando muito forte, juntamente com o resto do elenco. Vou dar a minha vida para ir bem e dar sequência no ano - declarou.

- É uma grande oportunidade iniciar o ano jogando o Carioca. Estou trabalhando forte desde já aqui na pré-temporada e tenho que desfrutar desse momento. É a oportunidade que sempre sonhei e trabalhar forte para jogar e fazer um bom campeonato - completou.

Outro jogador criado em General Severiano domina o noticiário nacional nos últimos dias. Trata-se de Matheus Fernandes, atualmente no Palmeiras, que negocia com o Barcelona. Caio Alexandre, que jogou com o volante na base do Glorioso, afirmou que o interesse de um dos maiores clubes do mundo em um ex-companheiro o inspira a conquistar mais objetivos.

- Eu joguei com o Matheus Fernandes na base. Foi bem pouco, porque eu era primeiro ano e ele segundo. Fico feliz por ele, ainda mais por ele ter surgido aqui no Botafogo. É uma motivação a mais para a gente, ver que um menino que trabalhou com a gente aqui está desfrutando de um grande clube como o Barcelona, com certeza é uma motivação a mais para a gente - admitiu.

Presente nos últimos três jogos do último Campeonato Brasileiro, mas sem entrar em campo em nenhuma das partidas, Caio Alexandre, aos poucos, ainda vai se integrando aos companheiros aos profissionais. Na última terça-feira, o meio-campista passou pelo tradicional "trote". A pedido dos outros jogadores, o volante teve que improvisar uma rima após o jantar.

- Estava até um pouco tímido lá. A gente vem trabalhando muito forte, foi um momento de descontração. Estava meio nervoso, me pediram para subir. Fui me soltando na hora. Lá é maior pressão (risos). Eu estava nervoso, acabou que foi show de bola, consegui me soltar, fiz um trote bem legal. Foi tudo no improviso, nem sabia que eles iam pedir uma rima, só que acabou conseguindo juntar os nomes ali e rimei - contou.

MAIS DECLARAÇÕES DE CAIO ALEXANDRE:

Contato com jogadores experientes
- Procuro estar sempre escutando os mais velhos. O Valentim também passa grandes conselhos para a gente, sempre que posso quero observar os jogadores da minha posição e procuro dar o meu melhor sempre para ajudar o Botafogo.

Oportunidade
- Estou realizando um sonho de vestir a camisa do Botafogo e estar aqui na pré-temporada. Quero conquistar grandes coisas no ano. Desfrutar. Acho que, trabalhando forte, as coisas vão acontecer naturalmente.

Chegada ao profissional
- No meio do ano eu fiz meu último jogo pelo sub-20 e fui chamado para integrar o elenco profissional, foi uma satisfação muito grande. Fiquei muito feliz, foi um sonho realizado. Passei um período difícil de transição, você tem que se adaptar, é uma realidade totalmente diferente do que você tem lá na base, mas tem sido bom para mim. Aprendi bastante, amadureci com o elenco, todos me ajudaram muito. Agora é continuar trabalhando porque, consequentemente, a oportunidade vai chegar.

Inspirações
- Tem muitos jogadores, como o João Paulo, o Cavalieri, todos eles são inspirações. Todos eles buscam conversar diariamente com a gente, dar conselhos, até mesmo no treino, para ajustar o posicionamento dentro de campo, todos são muito gente boa.

Diferenças entre base e profissional
- É um jogo totalmente diferente. No profissional, você tem que ajustar mais a força física, a dinâmica de jogo... Tem que se ajustar com o resto do elenco. Acho que essa foi a minha maior dificuldade, mas fui pegando nas primeiras semanas com os treinos, você vai se adaptando.

Marcos Soares (técnico sub-20) x Alberto Valentim
- São dois grandes treinadores. O Valentim busca o jogo vertical e a intensidade de jogo. O Marcos também gosta da intensidade de jogo e o dinamismo.

Características
- Sou um jogador de bom passe, gosto muito de dar dinâmica para o jogo, gosto de acelerar bastante. Jogo tanto quanto primeiro como segundo volante, tenho facilidade para atuar nas duas. Aonde o professor quiser me colocar eu vou dar o meu melhor para ajudar o Botafogo.

Matheus Fernandes ao Barcelona
- O Botafogo tem revelado muitos jogadores e os olhares de todos os clube sempre foram por aqui. É motivação muito grande. Se ele (Matheus) for bem, vai atrair muitos olhares de lá (Europa) para cá.