Brasileiro destaque na Bulgária analisa término do campeonato após a paralisação no país

Paulinho, atacante revelado pelo Corinthians, comemora melhor marca da carreira e comenta dificuldades no retorno do futebol após a paralisação

Lance

Lance

Lance

O Campeonato Búlgaro terminou no último fim de semana com o Ludogorets levantando o nono título consecutivo da liga nacional. O brasileiro Paulinho mora no país desde 2018 e presenciou pela primeira vez a paralisação do futebol na Bulgária. O clube do atacante, o Levski Sofia, terminou a temporada na quarta colocação do torneio nacional e não conseguiu se classificar para os playoffs da Liga dos Campeões.

Apesar da queda de rendimento do time após a paralisação, Paulinho teve a melhor marca da sua carreira, tanto em gols quanto em regularidade. O atacante participou de todos os jogos do Levski na temporada e marcou nove gols em 36 partidas.

- Fico feliz de ter uma temporada individual tão boa. Pude ajudar o clube com gols, assistências e é sempre muito importante para o jogador disputar todas as partidas da temporada. Acredito que a pandemia dificultou não só o Levski, mas todas as equipes da competição, principalmente fora de campo no quesito psicológico. Dentro de campo, estávamos embalados após a classificação para a copa e a confiança estava lá em cima. Aconteceu a paralisação e freou o nosso crescimento, mas faz parte. Temos que seguir e já focar na próxima temporada.

O Levski Sofia terá menos de um mês de preparação para a próxima temporada. No dia 8 de agosto, o clube disputa a primeira rodada da temporada 2020/2021 do Campeonato Búlgaro.

- Agora teremos um período sem jogos que será muito importante para trabalharmos a parte física, técnica e psicológica. Meu objetivo é aperfeiçoar esses detalhes para melhorar ainda mais minhas marcas na próxima temporada - completou o atacante de 27 anos.