Futebol Botafogo traz reforços pontuais e deposita fichas na sequência forte de seu elenco para a reta final da temporada

Botafogo traz reforços pontuais e deposita fichas na sequência forte de seu elenco para a reta final da temporada

Glorioso preenche lacunas para assegurar que comandados de Bruno Lage engrenem rumo ao título

Lance
Lance

Lance

Lance

A expectativa de solidificar um trabalho que atualmente lidera em disparada o Brasileirão ficou refletida na ação do Botafogo no mercado da bola. Ao fim da janela de transferências, o Glorioso celebra o fato de ter mantido seus jogadores principais.

Em contrapartida, desembarcam no clube atletas que são jovens e considerados com potencial para deslanchar com a camisa alvinegra. O objetivo do empresário John Textor foi aparar as arestas para que o técnico Bruno Lage tenha um leque de alternativas.

+ Tiquinho dispara, se aproxima de Cano e entra na briga pela artilharia do ano no Brasil

A garantia de contar com o elenco rendeu momentos desafiadores. Nomes como Adryelson, Eduardo e Tiquinho Soares despertaram atenção do futebol árabe, mas todos permaneceram para tentar levar o Botafogo a títulos importantes.

Outros jogadores se juntaram ao Glorioso. Ainda em abril, foi acertada a contratação de Diego Hernández. O meia uruguaio foi oficializado no fim de maio e, após um período treinando com seus companheiros, o jovem fez sua estreia em 12 de julho, na vitória por 2 a 0 sobre o Patronato, da Argentina. Hernández fica até o fim de 2026 no clube.

Outra novidade foi oficializada na última quarta-feira (2). Destaque do Danubio, do Uruguai, e campeão do Mundial Sub-20 com a Celeste, Mateo Ponte assinou contrato até o fim de 2026 e terá o desafio de acirrar a disputa na lateral direita com Di Plácido. O Botafogo procurava uma alternativa para o setor em virtude da lesão grave que Rafael sofreu no joelho esquerdo.

O Lance! apurou que o Alvinegro também fechou acordo com Valentín Adamo. O atacante uruguaio de 22 anos se destacou no Progreso, da Segunda Divisão local, ao marcar nove gols em 19 jogos. Seu desafio é fazer o papel de opção a Tiquinho Soares. O vínculo também é de longo prazo: até o final de 2026.

O Botafogo ainda mantém esperanças em preencher outra lacuna. O angolano Bastos é visto como nome ideal para se tornar alternativa a Adryelson e Cuesta. Como o atleta está livre do mercado desde que deixou o Al Ahli, a diretoria botafoguense tem até 25 de agosto para definir os rumos das negociações.

O Alvinegro se empenha para ser certeiro e, gradualmente, traçar a rota até o título.

Últimas