Futebol Botafogo se impõe com facilidade e deixa 'fantasma' para trás em goleada na Copa do Brasil

Botafogo se impõe com facilidade e deixa 'fantasma' para trás em goleada na Copa do Brasil

Historicamente com dificuldade de se criar em jogos da competição nacional, Botafogo deixa Brasília com vaga para oitavas encaminhada após goleada sobre o Ceilândia

Lance
Lance

Lance

Lance

O Botafogo venceu com facilidade um jogo pela Copa do Brasil e leva uma boa vantagem para decidir o confronto em casa. Sim, isso vale destaque porque historicamente não é comum para o Glorioso. O triunfo por 3 a 0 sobre o Ceilândia no Estádio Mané Garrincha nesta quarta-feira pode ter colocado um "fantasma" para trás.

+ Chegou! Lucas Piazon precisa de 10 minutos em vitória para marcar primeiro gol pelo Botafogo

A questão é tão impactante que o Alvinegro nunca tinha levado uma vantagem de três gols em confrontos de ida e volta na história da Copa do Brasil. O time, claro, já venceu jogos por diferenças maiores, mas em jogos diretos, ainda em fases que não eram definidas em duas partidas.

Foquemos na parte positiva. Se o passado na Copa do Brasil traz lembranças ruins, o presente é de esperança por dias melhores. Em Brasília, o Botafogo sequer deu chances para o Ceilândia tentar ser uma zebra. O goleiro Diego Loureiro foi mero espectador.

O placar, vale ressaltar, até poderia ter sido maior. A equipe de Luís Castro acertou a trave três vezes, além de ter desperdiçado boas chances. Dos males, o menor. A vantagem construída é mais do que suficiente para que o time tenha confiança na classificação no jogo da volta, que será em 12 de maio, no Estádio Nilton Santos.

Dada a clara inferioridade técnica do adversário, o Botafogo fez o dever que tinha que ser feito. Foi, inclusive, a partida mais possível de ver o "jeito Luís Castro" em campo até agora: o time evitou dar chutões e se livrar da bola de qualquer jeito, valorizando passes curtos e a participação de todos os atletas desde o campo defensivo.

Há um trabalho em construção. O tempo, como o próprio treinador destacou em entrevista após a partida, é curto, mas o time parece estar entendendo as ideias de jogo de forma exponencial.

Últimas