Futebol Botafogo entra com ação na Justiça para mudar aluguel de shopping de R$ 25 mil para R$ 750 mil

Botafogo entra com ação na Justiça para mudar aluguel de shopping de R$ 25 mil para R$ 750 mil

Carlos Eduardo Pereira, ex-presidente do Alvinegro, esteve envolvido no contrato e diretoria considera valores abaixo do ideal; novas cifras anuais podem ser de R$ 9 milhões

Lance
Lance

Lance

Lance

O Botafogo tenta reverter antigos contratos para buscar novos valores e tentar respirar na crise financeira. O clube entrou com uma ação na Justiça para mudar o valor do aluguel do Shopping Casa & Gourmet, propriedade que pertence ao Alvinegro, de R$ 25 mil mensais para R$ 750 mil mensais.

+ Reta final: Botafogo entra nos últimos compromissos da Série B com bons números e confrontos diretos

A prioridade fica ao lado de General Severiano, sede social do Botafogo. A estrutura tem 7 mil metros quadrados em Botafogo, bairro da Zona Sul do Rio de Janeiro. A atual diretoria do Glorioso não concorda com os valores e busca um ajuste das cifras na Justiça. A notícia foi dada primeiramente por Lauro Jardim e confirmada pelo LANCE!.

O L! havia publicado no começo de agosto que Jorge Braga, CEO do Botafogo, estava revisando os contratos do shopping. Após o estudo, a conclusão foi de que os valores são abaixo do mercado e que o Alvinegro sai perdendo nessas negociações.

Carlos Eduardo Pereira, presidente do Alvinegro entre 2015 e 2017, esteve envolvido na assinatura do contrato realizado nos anos 90. O mandatário, que então trabalhava como diretor de shoppings, assinou o acordo, que tem valores similares perdurando até hoje.

Se a ação do Botafogo for aceita, o clube vai sair de R$ 300 mil ganhos de forma anual para R$ 9 milhões, o que representaria um aumento de 3000% nas cotações do shopping.

Últimas