Botafogo desbloqueia verba e salários de funcionários serão postos em dia

Atrasos nos pagamentos junto a jogadores também será minimizado. Valores nem vão passar pela conta do clube

Lance

Lance

Lance

Um problema recorrente do Botafogo será minimizado. O clube conseguiu, na manha desta quinta-feira, a liberação de pouco mais de R$ 5,7 milhões, a pedido do Sindiclubes. O acordo obriga o Glorioso a pagar os funcionários e a tendência é que o dinheiro caia na segunda-feira na conta do Sindicato, sem passar pela conta do clube, e já seja repassado a quem tenha direito.

A decisão foi tomada hoje na 15ª Vara do Trabalho do Estado do Rio de Janeiro, com o juiz Carlos Eduardo Diniz Maudonet. Nelson Mufarrej, presidente, e Domingos Fleury, advogado, representatam o Botafogo e conseguiram o desbloqueio. O valor é relativo a cotas de televisão do último Campeonato Brasileiro e de parte da premiação da competição.

Serão quitadas as folhas devidas de novembro, dezembro, férias e a segunda parcela do 13° salário de funcionários mais a folha de janeiro dos jogadores. Desta forma, após quase dois anos, funcionários voltam a ter pagamentos em dia no Botafogo. Atletas ainda terão dezembro e 13° por receberem.

Os jogadores ainda ficarão em aberto com os vencimentos de dezembro e a segunda parcela do 13º, além de parte dos direitos de imagem. O clube corre atrás de outras fontes de renda que estão bloqueadas na Justiça para quitar as pendências.

O dinheiro que estava bloqueado era referente à premiação do último Campeonato Brasileiro. Dos R$ 11,9 milhões que o Botafogo teve direito por ter terminado na 15ª colocação, R$ 2.219.688,00 foram penhorados a favor da empresa do ex-goleiro Roger. Outros R$ 3,8 milhões foram utilizados pelo clube anteriormente para cobrir despesas.