Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Botafogo: Bruno Lage coloca o cargo à disposição após derrota para o Flamengo

Irritado, técnico responde a apenas uma pergunta e deixa a coletiva de imprensa

Futebol|

Lance
Lance Lance

O técnico do Botafogo, Bruno Lage, colocou o cargo à disposição após o Botafogo amargar a derrota para o Flamengo por 2 a 1, na noite deste sábado (2), pela 22ª rodada do Brasileirão. O treinador ficou durante cerca de dez minutos na sala de imprensa e respondeu apenas a uma pergunta na entrevista após o clássico.

- Sobre essa coisa de só olharem para o meu percurso no Botafogo, acho que é uma pressão muito grande sobre os jogadores. E isso eu não admito. Só há uma forma de libertá-los dessa pressão. E por isso estou aqui perante vocês. Não falei com ninguém, pensei muito e nesse momento coloco o meu lugar à disposição do diretor, à disposição do presidente - afirmou, e em seguida abandonou a sala de imprensa.

+ Copo Stanley a partir de R$120,00. Bebida gelada nos 90' de jogo do Líder!

+ Entrevista exclusiva com o paredão Alvinegro? Temos! Assista ao Fala, Jogadô! com Lucas Perri

Publicidade

Durante sua resposta, que acabou virando um pronunciamento, Lage disse que estava disposto a abrir mão de alguns valores que pode receber se o clube optar por sua demissão.

+ Veja a tabela do Brasileirão

Publicidade

- Eu tenho contrato com o Botafogo até dezembro, é muito dinheiro de salários, tenho prêmios que já estão praticamente garantidos por ir à Libertadores. Tem o prêmio de campeão, mas não tenho nenhum problema de abdicar disso, porque não sou guloso pelo dinheiro - disse o treinador, que encerrou da seguinte maneira:

- O que não posso permitir é que a pressão que está sendo exercida sobre mim seja exercida sobe meus jogadores. É isso que eu tenho para dizer. Meu lugar está à disposição de quem manda, sem qualquer outra coisa para dizer. Boa noite, obrigado - afirmou.

As declarações de Bruno Lage surpreenderam dirigentes e funcionários do Botafogo. Porém, a diretoria do Glorioso acredita que foi apenas um desabafo do técnico e não tem a intenção de demiti-lo neste momento.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.