Futebol  Boselli confirma propostas, mas diz: 'Quero jogar no Corinthians'

 Boselli confirma propostas, mas diz: 'Quero jogar no Corinthians'

Em entrevista coletiva, argentino comentou sondagens de clubes estrangeiros e brasileiros. Além disso, falou que não recebeu proposta do Boca Juniors

Lance
Boselli marcou o segundo gol contra o Goiás

Boselli marcou o segundo gol contra o Goiás

Lance

Após a vitória do Corinthians por 2 a 0 sobre o Goiás, em Itaquera, esperava-se o técnico Carille na coletiva, mas Boselli concedeu e trouxe novidades. O atacante argentino, que fez o segundo gol do duelo, comentou sobre as propostas que recebeu, mas ressaltou vontade de seguir no Timão.

Cosme Rímoli: Até o demitido Mano concordou. "O Cruzeiro precisava de novo técnico"

"Recebi propostas, sim, não só eu, elas chegaram ao clube, de equipes brasileiras e de outros países. Falando com minha família, meu representante, o presidente (Andrés Sanchez) e os dirigentes do Corinthians, chegamos à conclusão de que eu tenho contrato aqui e quero jogar no Corinthians", afirmou Boselli.

"Quando terminou o jogo, falei também que para uma adaptação é preciso esperar um ano. Eu cheguei há seis meses e não posso querer já ir. Em dezembro a comissão técnica, o presidente e eu veremos como será meu futuro. Tenho vontade de seguir no Corinthians ajudando a equipe", afirmou.

Ele comentou sobre uma situação que aconteceu há algumas semanas. O atacante foi considerado como jogador do Boca Juniors, porém confirmou que não houve contato com a equipe argentina.

"Sobre o que escrevi no Twitter, quis esclarecer um monte de situações. Já me davam como jogador de outras equipes como o Boca, um clube que eu gosto muito, que tenho muito carinho, que tenho conhecidos lá. Mas quero esclarecer que não recebi nenhuma proposta do Boca, nada formal, são apenas especulações. Me surpreendi que falem como se eu estivesse certo com essa equipe", esclareceu o atacante.

O atacante Boselli também foi indagado sobre pelo que a equipe paulista briga no Campeonato Brasileiro, ele não titubeou.

"O Corinthians tem de brigar pelo título, não é uma questão de pontos ou situações, agora que estamos em quinto lugar. Temos um escudo que não nos permite deixar de brigar até a última rodada, então vamos por esse caminho. Estamos a alguns pontos de distância, temos de recuperar, perdemos alguns pontos nas primeiras rodadas. Não podemos pensar em ganhar um título se não pensarmos antes na próxima partida, que é contra o Inter", disse o jogador.

Na próxima rodada pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians encara o Internacional, domingo (11), às 11h, no Beira-Rio. O Timão entrou no G5 e chegou a 23 pontos na tabela de classificação.

United transforma zagueiro inglês no mais caro da história. Veja lista

Últimas