Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Biro recebe proposta para sair do Corinthians, Luxa segura, e clube tem planos maiores para o jogador

O Al-Sadd, do Qatar, ofereceu 6 milhões de euros para tirar o jogador do Timão, mas oferta foi recusada

Futebol|Do R7


Lance
Biro tem ganho destaque pelo Corinthians nesta temporada (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)

O Corinthians recebeu uma proposta de 6 milhões de euros (R$ 31,2 milhões, na cotação atual) do Al-Sadd, do Qatar, pelo atacante Guilherme Biro. Porém, a oferta foi negada e o jogador não vai sair neste momento. Consultado pela diretoria corintiana, o técnico Vanderlei Luxemburgo defendeu a permanência do jovem, de 19 anos. A informação sobre o interesse da equipe asiática foi publicada inicialmente pelo jornalista Jorge Nicola e confirmada pelo Lance!.

Ainda que recentemente tenha perdido espaço entre os titulares do Timão, a 'cria do terrão' possui bastante moral com Luxa. A postura do treinador em querer segurá-lo foi diferente, por exemplo, da tomada quando o Zenit, da Rússia, ofereceu 9 milhões de euros (R$ 46,8 milhões, na cotação atual) para tirar o também garoto Pedro, da equipe alvinegra. O treinador corintiano vê Biro e também Wesley à frente tecnicamente.

+ Renove o seu estoque de camisas do Timão com o cupom LANCEFUT 10% OFF

Outro motivo para o Corinthians ter recusado a investida do Al-Sadd por Biro são as constantes sondagens que o atleta recebe, o que sinaliza à direção corintiana que o clube pode lucrar mais com o jogador em um futuro próximo. A multa rescisória do atacante é de 50 milhões de euros (R$), inserida na renovação contratual dele em março deste ano.

O Timão sabe que precisará vender Biro em breve, mas como já praticamente bateu a meta de vendas para esta temporada, o plano é negociá-lo no ano que vem. Até para que o jogador possa ganhar rodagem na equipe corintiana até fechar com algum clube internacional. O planejamento do clube alvinegro também é negociar sua prata da casa com algum time da Europa, ainda que não esteja na primeira prateleira, e não para o futebol do Oriente Médio. A ideia é que o atleta tenha vitrine para evoluir fora do Brasil.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.