BAP se pronuncia após polêmica com Abel Braga: 'Colocação infeliz, que não condiz com a realidade'

Técnico ex-Flamengo havia lamentado ataque pessoal, por meio de nota oficial, após declarações do vice-presidente de relação externas do Flamengo

Lance

Lance

Lance

Vice-presidente de relação externas do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista causou desconforto após criticar o atacante Lincoln, o que, inclusive, culminou em uma dura respostas do empresário do atleta, e Abel Braga. Na última terça-feira, BAP, como é conhecido, se pronunciou e se retratou pelas falas a respeito do técnico predecessor de Jorge Jesus no clube.

Ao site oficial do Fla, BAP afirmou que ter considerado que Abel "deveria estar de sacanagem" ou "que ele bebeu, ou está drogado" foi "uma colocação infeliz".

- Reconheço que fiz ali uma colocação infeliz, que não condiz com a realidade, nem com a minha opinião pessoal sobre ele, até mesmo porque ninguém em sã consciência poderia, de fato, acreditar que o técnico Abel seria bêbado ou drogado - diz parte do esclarecimento do dirigente do Flamengo.

- Minha intenção em momento algum foi ofender o técnico Abel, mas apenas falar sobre a divergência de visões que tivemos em determinado momento sobre o que seria melhor para o futebol do Flamengo.

Abel também havia se posicionado, por meio de uma nota, rebatendo o dirigente, a quem classificou como arrogante e à sombra de Marcos Braz, atual VP de futebol. Abel ainda afirmou que os ataques pessoais a ele podem ter sido motivados por isso, mas que o VP de Relações Externas terá que "repetir tudo na Justiça" (saiba mais).

Confira o esclarecimento de BAP na íntegra:

"Considerando a repercussão de parte da entrevista que concedi recentemente ao blog “Ser Flamengo”, venho a público esclarecer o seguinte:

O técnico Abel Braga é merecedor do respeito e da admiração de todos nós, tanto pelo seu histórico de conquistas esportivas, como pela pessoa honrada que é.

Justamente por isso, para mim foi motivo de tristeza a repercussão negativa sobre parte da minha fala em relação ao técnico Abel. Reconheço que fiz ali uma colocação infeliz, que não condiz com a realidade, nem com a minha opinião pessoal sobre ele, até mesmo porque ninguém em sã consciência poderia, de fato, acreditar que o técnico Abel seria bêbado ou drogado.

Minha intenção em momento algum foi ofender o técnico Abel, mas apenas falar sobre a divergência de visões que tivemos em determinado momento sobre o que seria melhor para o futebol do Flamengo.

Se a maneira como coloquei o meu ponto de vista pareceu ofensiva, penso ser pertinente uma retratação pública, que ora faço, para que não pairem dúvidas sobre a idoneidade e retidão de caráter do técnico Abel Braga."