Autuori se pronuncia após ação do TJD-RJ: 'O Botafogo precisa ser respeitado de qualquer maneira'

Treinador foi punido após criticar atitudes da Ferj e não poderá comandar o clube de General Severiano nas últimas rodadas da Taça Rio

Lance

Lance

Lance

Paulo Autuori não comandará o Botafogo no retorno do Campeonato Carioca. Enquanto dava treino no campo anexo do Estádio Nilton Santos, na tarde desta sexta-feira, foi divulgado uma punição que ele comandasse o Alvinegro por 15 dias, do TJD-RJ. Por meio de um vídeo, o treinador do Botafogo comentou sobre a decisão.

- Sem surpresa e, por isso, tranquilo. Fui punido por ter expressado aquilo que tenho como convicção. Talvez muita gentr gostaria de ter expressado as mesmas ideias. Estou tranquilo em relação a isso. Prefiro me sacrificar do que prejudicar a instituição a qual estou vinculado. O Botafogo precisa ser respeitado de qualquer maneira, assim como todos os clubes. Não existem federações se não existirem clubes. Acho que está na hora dos clubes terem autonomia para tomar atitudes consentâneas com a sua história - disse.

O departamento jurídico do clube vai ao STJD para recorrer da decisão do TJD-RJ. Paulo Autuori, contudo, não concorda com a ação e acredita que deve cumprir a punição.

- Não gostaria que o Botafogo recorresse. Isso é uma posição minha, eu tenho que pagar o preço por aquilo que acredito. Não estou errado. Alías, estou à favor daquilo que se passa no mundo do futebol e até aqui no Brasil. Não vi movimentos de outras federações para recomeçar o campeonato. Se olhar para trás, dá para ver a quantidade de situações que ocorrem em relação à decisões da federação e ao seu tribunal de Justiça - comentou.

O Botafogo enfrenta a Cabofriense no próximo domingo, às 11h, no Estádio Nilton Santos, e fecha a campanha no segundo turno do Campeonato Carioca diante da Portuguesa, na quarta-feira.