Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Autora de livro sobre Fluminense anseia pela final da Libertadores e revela carinho por Fred: 'Inspiração'

Patrícia Bahiense contou sobre sua relação com o clube da zona sul

Futebol|Do R7


Lance
Patrícia Bahiense escreveu livro sobre Laranjeiras e declarou amor ao Fluminense (Arquivo pessoal)

É do bairro de Laranjeiras, na Zona Sul do Rio de Janeiro, que a escritora Patrícia Bahiense extrai sua grande inspiração. Com uma trajetória voltada para livros infantis, a autora decidiu abrir o coração em sua primeira obra que fala da maior paixão que tem: o Fluminense Football Clube.

Em “Histórias de uma tricolor de vários corações”, o leitor vai descobrir um amor que contagia, que agrega e realiza sonhos. O trabalho reúne histórias que perpassam desde a infância da autora, até sua grande imersão no time, quando foi ao CT de Laranjeiras para uma entrevista voltada a um de seus projetos acadêmicos, em 2009.

+ Confira os próximos jogos do Fluzão no Brasileirão

+ ANÁLISE: Fluminense vence, mas expõe problemas defensivos às vésperas da final da Libertadores

Publicidade

Em meio à expectativa para a final da Libertadores, que será realizada no dia 4 de novembro, contra o Boca Juniors, a fã de carteirinha anseia ver o time conquistar o título e pelo dia em que vai conhecer seu principal ídolo, o ex-jogador Fred.

- Passei um verdadeiro perrengue para acompanhar ele quando deixou os campos. Parecia que meu coração ia saltar pela boca. Sabe quando tudo dá errado? Até ser barrada no estádio pela roupa, eu fui. Mas com bom humor e insistência, consegui entrar e ver tudo. Sabe aquela pessoa que é louca por algo e não tem limites? Sou eu pelo Fluminense! Até meu marido, que também é torcedor, fica me perguntando constantemente: ‘Você não vai parar com isso não?’ Mas como parar com o que a gente ama? - reflete Patrícia.

Publicidade

+ Em grande fase, Keno encerra jejum e ultrapassa Ganso em participações diretas em gols no Fluminense em 2023

Ao longo de sua vida, a carioca que chegou a ser considerada “pé frio” pela família, repleta de fanáticos pelo verde e grená, reuniu uma série de histórias e “causos” para realizar o sonho de estar perto dos jogadores, equipe e técnicos do Flu.

Publicidade

- Em casa isso sempre foi uma tradição nossa, nos reuníamos para ir ao estádio, nossas festas eram inspiradas no Fluminense e esse sempre foi um assunto muito presente na rotina familiar. Em 1995, na final do Carioca, chegaram a ir todos para ver a partida no clube do condomínio e me deixarem em casa apreensiva. Nunca vou esquecer daquele Gol de barriga do Renato Gaúcho. E as mulheres da família não perdem em nada para os homens quando o assunto é a torcida, viu? Acreditem se quiserem, mas até mudar o time do meu pai, que torcia para o Madureira, a minha mãe conseguiu fazer. O Fluminense é a nossa vida - explica Patrícia.

Apesar de Patrícia não ter conhecido pessoalmente seu ídolo, o ex-camisa 9, Fred Guedes, as aventuras em sua vida para alcançar o ídolo foram infinitas. Sua principal lembrança é uma foto, que foi feita em um dos treinamentos, além de um aceno que recebeu do craque.

- Eu tenho esse registro guardado até hoje. Tenho certeza que ele me olhou! Hoje como ele está mais recolhido, não consegui vê-lo, mas tudo que posso eu faço para realizar esse sonho. O Fred, sem dúvidas, foi uma das grandes inspirações para essa obra - afirma.

No dia 4 de novembro, o Fluminense entra em campo contra o Boca Juniors pela final da Libertadores, o que pode representar a maior conquista do clube de Laranjeiras.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.