Futebol Auditor do STJD arquiva inquérito que investiga denúncia de injúria racial contra Gerson, do Flamengo

Auditor do STJD arquiva inquérito que investiga denúncia de injúria racial contra Gerson, do Flamengo

Segundo o o auditor Dr. Maurício Neves Fonseca, todas as pessoas ouvidas declararam que não ouviram Ramirez, do Bahia, dizer ao atleta Gerson a frase: “cala a boca, negro”

Lance
Lance

Lance

Lance

O auditor Dr. Maurício Neves Fonseca, do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, determinou o arquivamento do inquérito que investiga denúncia de injúria racial contra o meia Gerson, do Flamengo, nesta quinta-feira. O relatório conclusivo foi enviado à Procuradoria do STJD e aos clubes nesta tarde.

Segundo o relator, todas as pessoas ouvidas, dentre elas o árbitro, os assistentes, o delegado da partida e o então técnico do Bahia, Mano Menezes declararam que não ouviram Ramirez dizer ao atleta Gerson a frase: “cala a boca, negro” durante o jogo válido pelo Brasileirão, em 20 de dezembro.

* Mais informações em instantes.

Últimas