Atlético de Madrid e Valencia fazem duelo na parte de cima do Espanhol

Separados por apenas três pontos na tabela de classificação, Atlético e Valencia jogam neste sábado, pela nona rodada do Campeonato Espanhol, no Wanda Metropolitano

Lance

Lance

Lance

Apesar do Atlético de Madrid ser o terceiro colocado do Campeonato Espanhol e o Valencia o sétimo, os dois fazem um confronto direto, neste sábado, às 11h (de Brasília), no Wanda Metropolitano. Isto porque a diferença de pontos entre os dois é de apenas três pontos. Enquanto o Atlético tem 15, o Valencia tem 12.

E ambas as equipes parecem saber bem a importância da partida deste sábado. Dos dois lados, jogadores e treinadores mostraram muito respeito e foram só elogios aos adversários.

- É uma partida muito importante para a gente. Espero um ambiente incrível no estádio. O Valencia é uma grande equipe, uma das melhores da Espanha, também disputa competições europeias e vai ser um jogo muito difícil. Mas também vai ser muito difícil para eles. Principalmente porque tomaremos a iniciativa de atacar sempre que possível e estarmos juntos defensivamente - disse o atacante Morata, do Atlético de Madrid.

- Nos preocupamos com tudo, o Atlético é uma das melhores equipes da Europa e do mundo. Além de boas individualidades e um grande treinador, tem uma força coletiva muito boa. É um exemplo de grandes jogadores a postos em um serviço coletivo. É a maior fortaleza que eles têm - disse o técnico do Valencia Albert Celades.

Para a partida deste sábado, o técnico Diego Simeone não poderá contar com Vitolo e Vrsaljko. No entanto, o Atlético contra com a volta do zagueiro Stefan Savic, recuperado de lesão.

Pelo lado do Valencia, o técnico Albert Celades vai precisar quebrar a cabeça para montar o time. Carlos Soler, Cristiano Piccini, Jose Gaya, Kondogbia e Gameiro estão no departamente médico.

Prováveis escalações
Atlético de Madrid: Oblak; Trippier, Felipe, Gimenez, Renan Lodi; Koke, Thomas, Saul e Lemar; João Felix e Morata.

Valencia: Cillessen; Wass, Gabriel, Garay, Costa; Torres, Parejo, Coquelin, Cheryshev; Rodrigo e Gomez.