Futebol Atacante do Lviv relata tensão na Ucrânia por causa do coronavírus

Atacante do Lviv relata tensão na Ucrânia por causa do coronavírus

Brasileiro China está no clube do leste europeu desde o início de 2019. Na atual temporada marcou dois gols com a camisa do clube ucraniano

Lance
Lance

Lance

Lance

Sem poder jogar futebol e fazer o que mais ama por conta da COVID-19, o atacante China, que defende a camisa do Lviv, da Ucrânia, está tendo que lidar com a tensão da pandemia. O país europeu conta com quase quatro mil casos e 108 mortes, segundo o último relatório da OMS nesta quarta-feira (15), e o jogador relatou o receio dos ucranianos pela proximidade com a Rússia, que tem mais de 24 mil casos e quase 200 mortes.

- A Ucrânia é perto da Rússia, que é o maior país da Europa. Então para trazer o vírus para cá é rápido, mas graças a Deus está tudo bem por aqui. Está tudo fechado, depois do dia 24 vamos ter alguma posição do clube, mas no momento ninguém sabe de nada. Esperamos que tudo volte ao normal logo porque é ruim demais ficar parado - disse China.

Com passagens pelas categorias de base do Juventus-SP, China está no futebol ucraniano desde 2017. Na atual temporada, o jogador disputou 18 jogos pelo Lviv e marcou dois gols, em seu segundo ano pelo clube. Em quarentena, o atacante treina diariamente em sua residência para manter a forma física.

- Precisamos estar treinando firme individualmente para chegar na frente quando tudo voltar. Tem um preparador físico no hotel e ele passa uns trabalhos de qualidade, mas ele chegou há pouco e antes eu estava treinando sozinho mesmo - concluiu.

Últimas