Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Arsène Wenger e Alex Ferguson são conduzidos ao Hall da Fama da Premier League

Treinadores protagonizaram grande rivalidade no futebol inglês

Futebol|Do R7

Lance
Lance Lance

Na manhã desta quarta-feira, a Premier League incluiu os lendários ex-treinadores Arsène Wenger e Sir Alex Ferguson, lendas de Arsenal e Manchester United, respectivamente, em seu Hall da Fama. Os dois protagonizaram uma das grandes rivalidades da Inglaterra entre as décadas de 1990 e 2000 e receberam a maior honraria concedida pela organização da liga, sendo os primeiros treinadores a atingir tal feito.

Ferguson foi treinador do Manchester United por 27 anos, com 13 títulos de Premier League, 528 vitórias em 810 partidas e uma porcentagem de triunfos de 65,2%. Além disso, foi escolhido por 11 vezes o treinador da temporada inglesa e 27 vezes o melhor técnico do mês. Por ter conquistado a Tríplice Coroa de 1998-99 - Champions League, Copa da Inglaterra e Premier League -, recebeu a honraria de "Sir" diretamente da Rainha da Inglaterra, Elizabeth II, consolidando assim seu papel fundamental na história dos Red Devils.

- É uma honra receber esse tipo de reconhecimento. Porém, não é somente sobre a pessoa. É sobre o trabalho no Manchester United e o que fizemos durante muitos anos, então também estou orgulhoso do clube, da comissão e dos jogadores. Meu trabalho era mandar os fãs felizes para casa. A história do United e minhas próprias expectativas eram as coisas que me moviam a trabalhar - afirmou Ferguson.

Wenger, por outro lado, permaneceu no comando do Arsenal por 22 anos. Foram três títulos do Campeonato Inglês, sendo um invicto, o único na história da competição. Além disso, conquistou sete títulos de Copa da Inglaterra, três vezes foi eleito o melhor treinador da temporada e por 12 vezes foi escolhido o treinador do mês.

Publicidade

+ Dia de sorteio da Copa do Brasil: veja os potes

- Eu gostaria de ser reconhecido como alguém que amou o Arsenal, respeitou os valores do clube e o deixou de uma forma que ele pudesse crescer e se tornar ainda maior. Compartilhar isso com Sir Alex é uma grande honra para mim. Somos como dois lutadores que se batem com raiva e vão longe juntos. No fim do dia, você tem o respeito e é uma grande oportunidade encontrar com ele, compartilhar uma boa garrafa de vinho e recordar das nossas velhas e grandes batalhas - disse Wenger.

Publicidade

+ Neymar perde quantia milionária em aposta

Os dois treinadores cruzaram o caminho um do outro em 49 oportunidades. Foram 23 vitórias para Ferguson e 16 vitórias para Wenger, com 10 empates. O último encontro terminou em uma simbólica igualdade por 1 a 1, com gols de Walcott para o Arsenal e Robin van Persie - que atuou nos Gunners de Wenger - para o United.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.