Futebol Argentina dá aula, vence o Uruguai e diminui vantagem do Brasil nas Eliminatórias

Argentina dá aula, vence o Uruguai e diminui vantagem do Brasil nas Eliminatórias

Messi, Lo Celso e Lautaro Martínez marcaram os gols da Albiceleste

Lance
Lance

Lance

Lance

Na noite deste domingo (10), a Argentina recebeu o Uruguai em partida válida pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022. Com gols de Messi, Lo Celso e Lautaro Martínez, os Hermanos venceram por 3 a 0 e encurtaram a distância para o atual líder, Brasil. Enquanto isso, o Uruguai desperdiçou a oportunidade de colar nos lideres.

Agora, ambas as seleções voltam a campo na próxima quinta-feira (14). Às 20h30, a Argentina recebe o Peru. Por outro lado, às 21h30, o Uruguai enfrenta o Brasil, fora de casa. Os dois jogos são válidos pela 12ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Começo agitado
Os primeiros minutos no Monumental de Núñez foram de muito movimento. A Argentina se mostrou mais organizada, enquanto que o Uruguai encontrou dificuldades para armar as suas jogadas. Contudo, as chances iniciais foram justamente dos visitantes. Suárez ganhou na força da defesa e bateu cruzado para boa ação de Emiliano Martínez. Na sobra, a defesa afastou mal, e Valverde emendou de primeira para nova intervenção do goleiro.

Do outro lado, a Argentina respondeu com Paredes e Lo Celso. O primeiro tentou de longe, mas mandou por cima. Depois, o outro meia recebeu dentro da área em jogada ensaiada de escanteio, limpou a defesa e chutou com perigo.

Que azar, Suárez
​A parte intermediário do primeiro tempo seguiu mostrando duas seleções dispostas a jogarem futebol. Pelo lado argentino, Lautaro Martínez chegou a completar cruzamento vindo da direita, mas acabou errando o alvo.

Em contrapartida, o Uruguai chegou duas vezes com Luis Suárez. Na primeira, o atacante recebeu bola ajeitado por Viña dentro da área e soltou um voleio, que parou em milagre de Emiliano Martínez. Pouco depois, o camisa 9 teve a chance em cruzamento na segunda trave. El Pistolero emendou de primeira e viu a bola explodir na trave.

Gol de gênio (?)
​Depois dos dois sustos de Suárez, a Argentina entrou mais no jogo e começou a levar mais perigo ao gol defendido por Muslera. Em contra-ataque rápido, Lo Celso foi lançado por De Paul, driblou o goleiro e viu três adversários fecharem a linha da meta. Assim, deu chute alto, que explodiu no travessão, pingou na linha e saiu.

Depois foi a vez de Messi levar perigo em boa jogada tramada com Lautaro Martínez e Tagliafico. Mas, apesar de não conseguir coisa melhor no lance do que um chute para fora, o camisa 10 deu um jeito de abrir o placar. Pouco depois, tentou passe de trivela para Nico González que, ao tentar acertar a bola, enganou Muslera e fez o cruzamento morrer no fundo das redes.

Ainda deu tempo de mais!
Depois do gol de Messi, a Argentina continuou martelando em busca de aproveitar o bom momento e abrir vantagem no placar. Não demorou muito para que a ideia desse certo.

Aos 43 minutos, Messi tentou passe e errou. Lautaro tentou a finalização, mas também errou. Contudo, a bola se ofereceu para De Paul, que não perdoou e aumentou a vantagem antes da ida para o intervalo.

Substituições não surtem efeito imediato
Na volta do intervalo, Óscar Tabárez colocou a equipe ainda mais para frente e promoveu as entradas de Cavani e Darwin Núñez. Entretanto, mesmo assim, a Argentina continuou sendo muito superior e seguiu envolvendo o seu adversário.

Tagliafico teve a chance de aumentar mais ainda a vantagem em cruzamento na área, mas cabeceou mal e mandou a bola longe. Depois, os argentinos reclamaram de pênalti de Araújo em González, que não foi marcado pela arbitragem.

Tango argentino
Aos gritos de "olé", a Argentina continuou dominando a partida e não demorou muito para abrir mais vantagem ainda. Messi invertou o jogo e encontrou De Paul. O camisa 7 serviu Lautaro Martínez, que não perdoou.

O quarto gol só não veio em seguida porque Muslera interveio bem. Pouco depois de entrar no jogo, Joaquín Correa recebeu de Lo Celso e só não marcou devido à boa defesa do goleiro uruguaio.

Ficou com gostinho de quero mais
​O Uruguai não voltou para campo após o intervalo. Nocauteado com o 3 a 0, o time não mostrou poder de reação e não criou chances reais de gol na segunda etapa.

Por outro lado, a Argentina seguiu em cima e quase ampliou com Di María e depois com Messi. O primeiro recebeu cara a cara com Muslera e tentou a cavadinha, mas o goleiro fechou bem o ângulo. Já o segundo, no seu melhor estilo, tentou chute colocado de fora da área e mandou rente à trave. Por fim, aos 44 minutos, ambos tentaram no mesmo lance e pararam no arqueiro adversário. Assim, o placar se fechou em 3 a 0 no Monumental de Núñez.

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA 3 X 0 URUGUAI
​​​Local: Monumental de Núñez, em Buenos Aires (ARG)
Data/Horário: 10 de outubro de 2021 (domingo), às 20h30
Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Claudio Rios (CHI)
Gols: Messi (37'/1°T) (1-0), De Paul (43'/1°T) (2-0), Lautaro Martínez (16'/2°T) (3-0)
Cartões amarelos: -

ARGENTINA: Emiliano Martínez; Molina, Romero, Otamendi (Medina, aos 35'/2°T) e Tagliafico; Paredes (Palacios, aos 29'/2°T), De Paul e Lo Celso (Di María, aos 19'/2°T); Messi, Lautaro Martínez (Joaquín Correa, aos 19'/2°T) e Nicolás González (Julián Álvarez, aos 29'/2°T). Técnico: Lionel Scaloni.

URUGUAI: Muslera; Godín, Coates e Araujo (Giovanni González, aos 27'/2/T); Nández (Torreira, aos 18'/2°T), Vecino, Valverde, De La Cruz (Darwin Núñez, aos 0'/2°T) e Viña (Piquerez, aos 18'/2°T); Suárez e Brian Rodríguez (Cavani, aos 0'/2°T). Técnico: Óscar Tabárez.

Últimas