Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Árbitro da final da Champions participa de evento promovido por partido de extrema direita: 'Se soubesse, recusaria o convite'

Duelo decisivo entre Manchester City e Inter de Milão está marcado para o dia 10 de junho

Futebol|Do R7


Lance
Lance

Szymon Marciniak, árbitro da final da Champions entre Manchester City e Inter de Milão, no dia 10 de junho, teve seu nome ligado a uma polêmica nesta sexta-feira. O polonês realizou uma palestra em um evento de extrema direita na cidade de Katovice, em seu país natal. O partido Confederação, liderado por Slawomir Mentzen, já teve um slogan "contrário a judeus, gays, aborto, tributação e a União Europeia". Ao ser denunciado, Marciniak, através da Fifa, pediu desculpas pela presença no evento.

- Quero expressar minhas mais profundas desculpas pelo meu envolvimento no evento "Everest" e qualquer aflição ou dano que posso ter causado. Fui gravemente enganado e completamente inconsciente da verdadeira natureza e afiliações do evento em questão. Eu não sabia que estava associado a um movimento polonês de extrema-direita. Se eu soubesse desse fato, teria recusado categoricamente o convite. É importante entender que os valores promovidos pelo movimento são contrários às minhas crenças pessoais e aos princípios que busco defender em minha vida. Estou profundamente arrependido por qualquer percepção de contradição. Além disso, condeno veementemente qualquer forma de ódio, discriminação ou intolerância, pois não há lugar no esporte ou na sociedade para isso - afirmou o árbitro em comunicado no site oficial da federação.

+ Camisas dos campeões europeus de 2023 a partir de R$59,90. Garanta a sua!

A Uefa, apesar do ocorrido, manteve Marciniak como árbitro do duelo decisivo na Champions, que será realizado no Estádio Olímpico de Atatürk, em Istambul, na Turquia.

Publicidade

- Reconhecemos as desculpas e esclarecimentos do Sr. Marciniak em sua declaração. A Uefa procurou a "Nevergain", uma ONG que levantou preocupações sobre o envolvimento de Marciniak no evento. Eles solicitaram que o polonês permanecesse no evento e que removê-lo prejudicaria a promoção da antidiscriminação. Com base nas informações fornecidas, a Uefa confirma que o Sr. Marciniak cumprirá seu papel como árbitro da final da Champions League de 2023 - completou o comunicado a entidade máxima do futebol europeu. https://twitter.com/UEFA/status/1664577969455595520?s=20

O prestígio de Marciniak com a Uefa e a Fifa é alto. Foi o árbitro responsável por conduzir a final da última Copa do Mundo, quando a Argentina bateu a França nos pênaltis após empate em 3 a 3 nos 120 minutos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.