Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Apresentado no Flamengo, Viña revela motivo por ter voltado ao Brasil: 'Vim para ganhar'

Uruguaio pode fazer estreia contra o Boavista, pelo Carioca

Futebol|

Lance
Lance Lance (Lance)

Um dos principais reforços do Flamengo, Matías Viña foi apresentado no Ninho do Urubu e revelou o motivo por ter voltado ao Brasil. O lateral-esquerdo estava no Sassuolo e afirmou que a vontade de conquistar títulos foi determinante.

- Eu estava jogando lá, mas tem uma coisa que é muito importante: vim aqui para ganhar. Gosto de ganhar e competir. Onde eu estava, não tinha como ganhar. Essa é a maior motivação.

➡️ Tudo sobre o Mengão agora no WhatsApp. Siga o nosso canal Lance! Flamengo

O uruguaio também não escondeu a expectativa e ansiedade para entrar em campo pela primeira vez com o manto rubro-negro. O atleta tem possibilidade de fazer sua estreia diante do Boavista, nesta terça-feira (20), pelo Campeonato Carioca.

Publicidade

- Expectativa muito grande. Desde o primeiro momento em que estava aqui com os companheiros, eu tinha a ansiedade de jogar. Infelizmente pela lesão que eu tinha, não pude jogar. Mas estou bem, venho treinando com o grupo, fisicamente bem. Muito ansioso de estar jogando com a torcida. Me impressionei com a quantidade de pessoas no estádio. Quando eu estava na Roma, havia muita gente na arquibancada, mas depois que saí para jogar no Sassuolo, não tinha tanta gente na torcida.

Matías Viña chegou ao Flamengo e participou de parte da pré-temporada feita nos Estados Unidos, enquanto se recuperava de uma lesão no joelho. O jogador já faz trabalho com o grupo há algumas semanas e apto para jogar.

Publicidade

CONFIRA OUTRAS RESPOSTAS DE VIÑA:

CT DO FLAMENGO

Publicidade

- Venho de equipes como a Roma e Sassuolo, que são organizadas. Aqui está muito acima dos complexos de lá. Tem uma organização muito grande. Acho que isso também me motivou para voltar, jogar muitos jogos, pois estava em uma equipe que não disputava muitas competições. E a competição que tem o futebol brasileiro é muito acima.

AYRTON LUCAS

- Ayrton é um grande jogador. É um jogador forte, que gosta de atacar muito. Não gosto de falar de mim, mas de mostrar no campo.

CAMISA 17

- É um número que eu uso desde criança. Aproveito para agradecer ao Matheus que me deu esse número. Sempre usei, sempre que tiver a possibilidade de usar, trato de usar.

DEFESA NA ITÁLIA

- Tive dois e meio na Itália e seis meses na Inglaterra. Na Inglaterra, tinha mais liberdade de ir para a frente. Na Itália, aprendi muito tecnicamente e taticamente, pois todo treino é trabalhado isso. Melhorei muito nesse aspecto. Por aqui (América do Sul) não se trabalha tanto na base.

GRAMADO DO MARACANÃ

- Eu acho que o gramado tem que estar apto para jogar. Não sei como está, mas sei que os companheiros estão brigando para que o gramado esteja melhor. Eu estava na Roma, em um estádio que se compartilha com a Lazio, se jogam muitos jogos e o gramado também estava muito ruim. Não é só no Brasil que acontece. Só na Premier League que joguei em que os gramados estavam bons.

TORCIDA DO FLAMENGO

- Obviamente que eu já conhecia sobre a quantidade de pessoas. Joguei a Copa América 2021 aqui no Brasil. Todos os lugares em que íamos treinar, as pessoas falavam com Giorgian (Arrascaeta). Faz parte. Nosso trabalho é fazer o melhor dentro de campo. E espero que seja um ano bom para todos nós.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.