Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Após tropeços, Diniz tenta superar segunda 'mini crise' nesta passagem pelo Fluminense

Treinador viveu momentos felizes em 2022, mas queda na Copa do Brasil fez equipe sair do rumo. Reta final da temporada, porém, foi...

Futebol|

Lance
Lance Lance

Depois de três tropeços no Campeonato Carioca, sendo duas derrotas consecutivas, o Fluminense volta a campo neste domingo tentando driblar uma espécie de crise que está vivendo na temporada 2023. O time de Fernando Diniz venceu nas três primeiras rodadas do torneio, mas entrou numa fase ruim e começa a ver o sinal de alerta ser ligado.

Neste domingo, o Tricolor encara o Angra Audax, pela sétima rodada do Cariocão 2023, e não está descartada novamente a presença dos jogadores titulares. Depois de apostar em um rodízio entre time principal e reserva no começo, Diniz enxerga a necessidade de fazer o time vencer e bem.

+ Veja a tabela e os jogos do Campeonato Carioca 2023

Em sua segunda passagem pelo time de Laranjeiras, Fernando Diniz enfrenta agora seu segundo período conturbado desde que voltou ao clube. O primeiro foi na reta decisiva da temporada 2022, quando dividia as atenções entre Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

Publicidade

Tudo começou com a eliminação para o Corinthians no torneio eliminatório, depois de uma dura derrota por 3 a 0 para o time paulista fora de casa na semifinal. O sonho de conquistar um título nacional depois de dez anos foi interrompido, mas ainda sem muito alarde.

+ Confira as movimentações do mercado da bola no Vaivém do L!

Publicidade

Nos dois jogos seguintes, o Flu venceu um clássico contra o Flamengo e depois bateu o Juventude, ambos pelo Brasileirão, o que deu fôlego a Diniz. Mas uma sequência de três derrotas consecutivas, para Atlético-MG, Atlético-GO e América-MG, fez tudo ruir, e o sonho do título nacional, desta vez em outra competição, foi por água abaixo.

O time conseguiu juntar os cacos e entrar nos trilhos na reta final do campeonato e somou seis vitórias e um empate nas sete rodadas finais, com cinco triunfos consecutivos.

Publicidade

+ Artista recria troféus de grandes competições com o auxílio da Inteligência Artificial

Desta vez, o comandante tricolor tem a prerrogativa de ser um trabalho em início de temporada e com jogadores ainda longe do ideal fisicamente. As últimas atuações, contudo, principalmente contra o Volta Redonda, quando chegou a ser dominado em parte do duelo, ligaram o alerta pelos lados do CT Carlos Castilho.

Diniz não está ameaçado no cargo, longe disso, mas seu trabalho não é imune a críticas. Neste domingo, o treinador terá a chance de mostrar mais uma vez a capacidade de unir o grupo novamente para voltar à forma que levou o Tricolor à fase de grupos da Libertadores.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.