Futebol Após título, Fluminense estreia na Sul-Americana em casa e conta com histórico favorável contra bolivianos

Após título, Fluminense estreia na Sul-Americana em casa e conta com histórico favorável contra bolivianos

Tricolor entra em campo pela primeira vez após conquistar Campeonato Carioca; clube sofreu apenas uma derrota para times bolivianos em toda sua história

Lance
Lance

Lance

Lance

Quatro dias depois de conquistar Campeonato Carioca, o Fluminense volta a entrar em campo nesta quarta-feira. No Maracanã, o clube irá receber o Oriente Petrolero-BOL, às 19h15, pela estreia na fase de grupos da Copa Sul-Americana. Confiante após o título, o Tricolor poderá contar com o retrospecto positivo no estádio e como mandante, além de ter o elenco quase completo à disposição para o duelo. Em confronto inédito, o time também se apoia no retrospecto favorável contra bolivianos e no apoio da torcida, que espera a confirmação do favoritismo do grupo no torneio.

DESEMPENHO COMO MANDANTE
​Neste início de temporada, o Flu deu conta do recado em casa. Em 10 jogos como mandante, a equipe venceu sete vezes e sofreu duas derrotas, para o Bangu e o Botafogo. O último jogo no Maracanã, contra o Flamengo, terminou em empate mas garantiu o título estadual para o clube. Pela Libertadores, o Tricolor venceu o Millonarios, em São Januário, e o Olimpia, no Nilton Santos.

Contudo, por conta da reforma do gramado no Maracanã, o Flu só disputou três jogos no Maracanã, pela semifinal e final do Carioca. Na última temporada, o elenco teve um aproveitamento positivo no estádio e chegou a acumular cinco vitórias seguidas em casa. Assim, foi o terceiro melhor mandante do Brasileiro 2021, atrás apenas do Rubro-Negro, segundo colocado, e do Atlético-MG, campeão da edição. Os dados são do Departamento de Matemática da UFMG.

RETROSPECTO CONTRA BOLIVIANOS
​Em toda sua história, o Fluminense só enfrentou clubes bolivianos em cinco ocasiões. Nos anos 50, o Tricolor participou de um amistoso internacional e empatou com Ferroviario, por 1 a 1, e Litoral, por 2 a 2. No torneio, o time também venceu o Bolívar por 2 a 1. Ao todo, foram duas vitórias, dois empates e uma derrota.

O último confronto do Flu contra um boliviano aconteceu em 2018, também pela Sul-Americana. Em jogo válido pela primeira fase, a equipe enfrentou o Nacional Potosí e venceu por 3 a 0 no Maracanã. Na volta, o Tricolor foi desafiado pelos quatro mil metros de altitude e perdeu por 2 a 0, mas garantiu a classificação para a segunda etapa. Na época, o time também era comandado por Abel Braga e contava com Marlon, único remanescente, no elenco.

Nacional Potosí x Fluminense - Sul-Americana 2018

Nacional Potosí x Fluminense - Sul-Americana 2018

Lance

Fluminense enfrentou Nacional Potosí (Lucas Merçon/Fluminense FC)

Ainda que a eliminação da Libertadores seja um trauma recente, o título estadual deu ao Fluminense a confiança necessária para começar a Sul-Americana com o pé direito. Como mandante, o time teve mais tempo de repouso e conta com a torcida, que teve papel essencial na reta final do último Brasileiro. Somado ao bom retrospecto contra times da Bolívia, o elenco de Abel Braga reúne todos os elementos para resgatar a confiança dos torcedores em competições internacionais.

Últimas