Após saídas, Botafogo estuda efetivar jogadores da base ao profissional

Comissão técnica olha com bons olhos para volante Romildo e lateral-esquerdo Hugo e atletas podem subir de categoria; defensor é o mais próximo de ser promovido

Lance

Lance

Lance

As recentes saídas do Botafogo devem ser supridas, em um primeiro momento, por jogadores criados em General Severiano. Nesta segunda-feira, o Alvinegro anunciou que Ruan Renato, Cícero e Danilo Barcelos não fazem mais parte do elenco comandado por Paulo Autuori. Os reforços deverão ser dois atletas do time sub-20.

A curto prazo, Romildo e Hugo podem ser promovidos ao time profissional do Glorioso. O primeiro tem 20 anos, é volante e já foi elogiado por Paulo Autuori recentemente. O segundo, de 18 anos, é lateral-esquerdo e participou da segunda semana de treinamentos na pré-temporada no China Park, realizada em janeiro.

O mais provável de subir de primeira é o defensor. Sem Victor Luís, lesionado por apendicite e fora dos gramados até a segunda semana de setembro, Hugo deve ser integrado para ser o terceiro lateral-esquerdo do elenco, atrás de Guilherme Santos. Rafael Forster também pode cumprir a função.

Romildo deve aparecer com ainda mais frequência nos treinos da categoria profissional e, com o passar do tempo, ser relacionado para os jogos. O Botafogo, vale ressaltar, tem acerto encaminhado com o colombiano Carlos Rentería para a posição de volante.

Romildo e Hugo foram titulares do Botafogo na última Copa São Paulo de Futebol Júnior. A decisão final sobre a promoção é de Paulo Autuori, mas a comissão técnica vê as opções com bons olhos.