Futebol Após marcar dois gols na Super Liga da Malásia, atacante brasileiro mira vaga na Champions da Ásia

Após marcar dois gols na Super Liga da Malásia, atacante brasileiro mira vaga na Champions da Ásia

Gustavo Almeida comandou o UiTM no empate em 3 a 3 contra o Selangor no último sábado. Com o resultado, a equipe está em 4º lugar na competição nacional com 14 pontos

Lance

O atacante Gustavo Almeida ainda comemora os dois gols que marcou no último sábado com a camisa do UiTM pela 9ª rodada da Super Liga da Malásia. Em jogo eletrizante, a equipe do brasileiro ficou no empate em 3 a 3 com o Selangor. Faltando duas rodadas para o fim da competição, a equipe do brasileiro está na luta por uma vaga na Champions League da Ásia na próxima temporada.

- É sempre muito importante estar marcando e fazendo gols. Primeiro pensamos na vitória, mas aconteceu o empate. Fiquei feliz de fazer os dois gols. Já tinha um jogo que não marcava e atacante precisa balançar as redes. Graças a Deus consegui isso e ajudei a minha equipe - disse Gustavo Almeida.

O UiTM está em 4º lugar com 14 pontos, sendo três de distância para o segundo colocado: o Perak FA. Vale lembrar que apenas os dois primeiros colocados da Super Liga da Malásia se classificam para a competição continental.

- É sempre bom brigar por coisas grandes no campeonato. O clube nunca esteve ali na parte de cima e agora está tendo esse momento histórico. Acreditamos que é possível e vamos tentar fazer de tudo para buscar essa classificação para a Champions da Ásia - frisou.

Em 2020, a Super Liga da Malásia será disputada com menos jogos no calendário, sendo realizada em apenas um turno. A organização do campeonato optou por não fazer o returno por causa da pandemia do novo coronavírus, que assola a população mundial e virou o mundo do esporte do avesso.

- A Super Liga da Malásia foi muito inesperada esse ano. Não vão ter todos os jogos. Mas até então tudo segue bem organizado e muito bem feito. A gente está se adaptando bem ao novo cronograma da competição. Acreditamos que ano que vem vai ficar tudo normal - finalizou.

Últimas