Futebol Após madrugadas em claro, Roger Guedes fica livre para assinar com o Corinthians; entenda

Após madrugadas em claro, Roger Guedes fica livre para assinar com o Corinthians; entenda

Atacante vinha, junto com seus representantes, há sete meses tentando a liberação junto ao Shandong Luneng e recebeu sinal positivo. Questão de tempo para reforçar o Timão

Lance
Lance

Lance

Lance

Parece até mentira, mas a novela Roger Guedes está próxima de um final feliz e ele deve ser mesmo no Corinthians. Na tarde desta segunda-feira, os representantes do jogador finalmente conseguiram a liberação junto ao Shandong Luneng, da China. A batalha durou cerca de sete meses e exigiu várias noites em claro do envolvidos. Agora falta pouco para o Timão anunciar.

A informação foi dada primeiramente pelo GE e confirmada pelo LANCE!. A demora se deu, principalmente, pela complexidade de lidar com o clube chinês. Como não havia pendências salariais, o jeito foi persistir nas conversas por outros métodos, enfrentando a burocracia e o fuso horário do país asiático.

Segundo apurou a reportagem, o estafe do atleta, encabeçado pelo agente Paulo Pitombeira, virou madrugadas buscando o acerto com o Shandong, em negociação que durou cerca de sete meses. A questão principal era o fato de Roger ter sido impedido de voltar para a China em suas tentativas, e não havia garantia de que conseguisse, ou seja, ficaria o ano todo sem atuar.

Diante desse esforço, a rescisão saiu nesta segunda-feira e deixou o caminho livre para que o atacante reforce o Corinthians, clube com o qual já tem acordo apalavrado há algum tempo e que esperava o desfecho da novela para colocar tudo o que foi acertado no papel. Embora alguns detalhes burocráticos ainda estejam pendentes, o anúncio do Timão não deve demorar a acontecer.

Como a janela para transferências internacionais fecha no dia 30 de agosto, a definição deve ser oficializada ainda nesta semana. Mesmo que nos bastidores a diretoria corintiana ainda não crave a contratação, o clima é de muito otimismo. Vale destacar que Roger aceitou diminuir consideravelmente seu salário para voltar ao futebol brasileiro, já que não havia como igualar.

Últimas