Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Após longa novela, Aubameyang escolhe clube francês como destino, afirma jornal

Centroavante gabonês recebeu poucas oportunidades na última temporada pelo Chelsea

Futebol|Do R7

O jornalista Fabrizio Romano afirmou, na manhã desta quarta-feira, que o centroavante Pierre-Emerick Aubameyang tomou uma decisão final em relação ao seu futuro. Praticamente encostado no Chelsea durante a temporada 2022-23, o atacante viveu uma novela nas últimas semanas, mas escolheu se transferir para o Olympique de Marselha, da França.

De acordo com as informações, a diretoria dos Blues liberará o jogador de graça para que a saída aconteça. O novo contrato durará até junho de 2026 e os exames médicos iniciais já serão realizados nesta quinta-feira, na Alemanha. Esta é a quinta contratação do Marselha, que neste verão, já tirou a dupla Renan Lodi e Kondogbia do Atlético de Madrid, além de contratar Amine Harit, do Schalke 04, e Ruslan Malinovskyi, destaque da Atalanta e da seleção ucraniana.

Além do Marselha, outros clubes estavam interessados na contratação de Aubameyang. Um retorno ao Barcelona era sonhado pelo atleta e pelo clube, mas a situação dos catalães no Fair Play Financeiro inviabilizou o andamento da negociação. Auba chegou a estar no vestiário com os jogadores do Barça na conquista do título de La Liga e sempre manteve uma boa relação com o elenco de Xavi. O Milan era outro que sonhava com o jogador, mas a alta pedida salarial também impossibilitou qualquer investida. A Arábia Saudita já havia aberto conversas, mas no fim das conta, o gabonês optou pelo retorno ao futebol francês.

Pertencendo aos Rossoneri no início da carreira, o ofensivo foi emprestado para quatro clubes da França no início da trajetória, mas foi no Saint-Étienne, fazendo dupla de ataque com o brasileiro Brandão, que o futebolista viveu seu grande momento de destaque no país. Depois, viria a ser vendido para o Borussia Dortmund, onde também passou por grande fase. No alto escalão europeu, se transferiu para o Arsenal por 63,75 milhões de euros, mas não conseguiu elevar o patamar dos Gunners e chegou ao Barça de graça, quatro anos depois, antes de rumar ao Chelsea.

Apesar do bom começo de trajetória em Londres, o centroavante ficou sem espaço após a diretoria inflar o elenco com contratações. Em determinados momentos, não chegou a ser nem relacionado por Graham Potter devido à quantidade de jogadores. Ao todo, realizou apenas 21 jogos com a camisa azul, marcando três gols e uma assistência.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.