Futebol Após fim de jejum, Fluminense tem sequência de jogos que pode ajudar na recuperação no Brasileirão

Após fim de jejum, Fluminense tem sequência de jogos que pode ajudar na recuperação no Brasileirão

Após série com cinco derrotas e um empate, Fluminense conseguiu vencer o Bahia e respirou aliviado. Equipe tem pela frente adversários diretos na tabela da competição

Lance
Lance

Lance

Lance

A semana começou diferente para o Fluminense. Após seis jogos sem vencer, o Tricolor quebrou o jejum de vitórias ao bater o Bahia por 2 a 0, no Maracanã. Se até ontem estava na beira da zona de rebaixamento, agora o time se encontra um pouco mais longe do Z4 e encara dias decisivos com adversários diretos pela frente para recuperar os pontos perdidos e subir na tabela do Brasileirão.

Nas próximas rodadas, o Tricolor enfrenta o Juventude, a Chapecoense, o São Paulo e o Cuiabá. Longe de serem vitórias garantidas, essas equipes vivem momentos parecidos com o Fluminense, ou até mesmo piores.

Assim como o Flu, o Juventude acumula cinco vitórias, seis empates e seis derrotas no Brasileiro. A Chape, em último lugar no campeonato, ainda não venceu. O São Paulo, no momento, está a apenas um ponto na frente do Flu, com um jogo a mais. Já o Cuiabá vive campanha instável e não tem conseguido emplacar sequências vitoriosas.

A possibilidade de fazer um segundo turno melhor vai além da mudança de comando, de Roger Machado para Marcão. Logo em sua primeira partida, o novo técnico lançou mão de um novo esquema e estilo de jogo. O resultado não custou a chegar: contra o Atlético-MG, líder do campeonato, a equipe saiu com o empate e por pouco não arrematou uma vitória.

Ainda há o que melhorar, como Marcão ressalta. O time ainda deixa a desejar na intensidade e na capacidade de executar transições ofensivas. Mesmo assim, a vitória contra o Bahia é uma injeção de confiança para a equipe, que tem pela frente uma sequência que pode ser positiva.

- A gente quer uma equipe aguerrida, lutando por todas as bolas do início ao fim, essa é a nossa marca. Lógico que a gente quer um time que jogue apoiado, mas com transição e velocidade. Nós fizemos alguns desses movimentos no treinamento, e vamos treinar para chegar nesse nível. Hoje o adversário nos colocou numa posição muito perigosa, e foi um jogo de saber sofrer - analisou Marcão após o jogo contra o Bahia.

> Confira a classificação da Série A do Brasileirão

Caso vença as próximas duas rodadas, o Fluminense pode pegar o elevador na classificação da Série A e se colocar em posição confortável novamente. O maior desafio talvez seja conseguir conciliar a preparação para a volta das quartas de final da Copa do Brasil no dia 15, os jogos com três dias de intervalo e as mudanças que Marcão tenta promover. Mesmo assim, há a expectativa de dias melhores em Laranjeiras.

*Estagiária sob a supervisão de Hugo Mirandela

Últimas