Após derrota, Ancelotti discorda de medida do presidente do Napoli em 'blindar' elenco

Aurelio De Laurentiis proibiu entrada de jornalistas e torcedores nos treinamentos da equipe por uma semana e alega que falta concentração aos jogadores napolitanos

Lance

Lance

Lance

O Napoli perdeu para a Roma, no domingo, por 2 a 1 e o presidente da equipe, Aurelio De Laurentiis, decidiu fechar os portões para os jornalistas e torcedores por uma semana. Nesta segunda-feira, porém, o treinador Carlo Ancelotti fez questão de pontuar que discorda da atitude do mandatário.

- Se me perguntarem, não estou de acordo. Mas é uma decisão do clube e é preciso respeitar. A minha relação com o presidente continua sendo muito boa - disse o treinador italiano.

FALTA CONCENTRAÇÃO
A Roma teve dois pênaltis à seu favor, após toques de mão na bola da equipe napolitana. De Laurentiis disse que isso é a prova cabal de que a equipe "não está concentrada". Por conta da falta de concentração, o mandatário optou por fechar as portas, mais como uma medida "construtiva do que punitiva".

FOCO
A ideia do presidente é manter o foco total na Liga dos Campeões. O Napoli entra em campo contra o Salzburg, nesta terça-feira, às 17h. A equipe é a líder do Grupo E, com sete pontos, um a mais que o Liverpool, em segundo. No Italiano, o clube se afastou da liderança e ocupa a sétima posição, com 18 pontos.